Folha Ubajarense » É proibido se envenenar, por Monique Gomes
Entrevistas e Homenagens

Confira as entrevistas concedidas ao Jornal Folha Ubajarense. Em breve a sessão Homenagem Póstuma estará disponível

Ibiapaba online

Notícias da Ibiapaba:Viçosa do Ceará, Tianguá, Ubajara, Ibiapina, São Benedito, Guaraciaba do Norte e Carnaubal

Polícia

O interior do Estado do Ceará não é mais o mesmo. Violência, criminalidade e acidentes no trânsito fazem parte da rotina

Ubajaridade

A essência de ser ubajarense permanece arraigada nos habitantes dessa cidade pacata e de clima agradável

ümor

Artigos, Crônicas, Piadas. Tudo aquilo que você não precisa saber para viver com dignidade e qualidade de vida está aqui

الرئيسة » Opinião

É proibido se envenenar, por Monique Gomes

أرسلت بواسطة Monique Gomes في segunda-feira, 12 abril 2010لا تعليقات

O ser humano é a única espécie que precisa de proteção contra as ações dele mesmo. Observe a lei contra o fumo e todo o dinheiro investido em propaganda antitabagista. É necessário que haja uma lei – desenvolvida pelos seres humanos – para proibir seres humanos de cometer suicídio pela boca. O mesmo acontece com a lei que obriga o uso do cinto de segurança. Uma outra lei, desenvolvida pelos seres humanos, para proteger eles mesmos de um acidente fatal. A lista é grande, se você parar para refletir.I

 Um dos problemas mais silenciosos que ameaçam a vida humana está na nossa mesa: o agrotóxico. Ainda não existe uma lei que proíba o manuseio desse tipo de pesticida nas plantações, no máximo existe uma legislação determinando a quantidade de veneno a ser aplicada, mas sabemos que ninguém obedece. O resultado é pavoroso. Quem tem contato direto com o veneno pode sofrer fortes dores de cabeça, tontura, vômitos. A longo prazo o usuário pode adquirir câncer ou depressão profunda seguida de tentativas de suicídio – alguns casos já foram observados aqui na Serra da Ibiapaba.I
 
 Os consumidores são incentivados a lavar bem os alimentos ou deixá-los de molho com água sanitária ou vinagre. Mesmo assim, você confia cegamente que esse alimento é saudável?I
 
 Em janeiro desse ano participei do Curso de Jornalismo socioambiental que aconteceu na cidade de Fortaleza, pela DW Akademie, e nossa equipe trabalhou muito com o tema ‘alimentação’. Na aula prática de vox populis, visitamos a seção de hortaliças de um grande supermercado e questionamos os consumidores sobre o critério que eles usavam para avaliar se aquele alimento era saudável.  A grande maioria respondeu que escolhe os alimentos pela aparência. Uma parte dos entrevistados declarou que não se preocupava se aqueles legumes continham agrotóxico e um deles, agrônomo, disse que quando é possível, prefere optar pela fruta que tem alguma cicatriz, porque isso era uma prova de que ali não havia agrotóxico. Observe como é sábia a natureza. Se o alimento contém veneno, os insetos se afastam.I

Existe um mito de que os orgânicos, alimentos livres de agrotóxicos, são mais caros. Mesmo que fosse, que investimento é mais lucrativo que a sua saúde e de sua família? Não é difícil encontrar uma venda de orgânicos. Eles estão mais perto do que você imagina. Informe-se na sua cidade, tem sempre uma quitanda, uma esquina qualquer que recebe orgânicos dos diversos produtores da região. Em Ubajara, alimentos orgânicos podem ser encontrados facilmente na Bodega do Povo, no centro da cidade.I

  

 

 

 

É proibido se envenenar, por Monique Gomes,  Jornalista socioambiental pela DW Akademie, formada em Turismo e Hotelaria pela UVA, estudante de Letras com hab. em Português pela UFPB, repórter fotográfica, redatora e Editora do Jornal Folha Ubajarense.I

FAZER UM COMENTÁRIO

Participe. Deixe seu comentário aqui