Folha Ubajarense » Congratulações a Monsenhor Tarcísio, por Alexandre Parente
Entrevistas

Confira as entrevistas concedidas ao Jornal Folha Ubajarense. Em breve a sessão Homenagem Póstuma estará disponível

Ibiapaba online

Notícias da Ibiapaba:Viçosa do Ceará, Tianguá, Ubajara, Ibiapina, São Benedito, Guaraciaba do Norte e Carnaubal

Polícia

O interior do Estado do Ceará não é mais o mesmo. Violência, criminalidade e acidentes no trânsito fazem parte da rotina

Ubajaridade

A essência de ser ubajarense permanece arraigada nos habitantes dessa cidade pacata e de clima agradável

ümor

Artigos, Crônicas, Piadas. Tudo aquilo que você não precisa saber para viver com dignidade e qualidade de vida está aqui

الرئيسة » Opinião

Congratulações a Monsenhor Tarcísio, por Alexandre Parente

أرسلت بواسطة في terça-feira, 4 maio 20103 تعليقات

Estimado Mons. Tarcísio,I

Paz e Alegria na Ressurreição de Jesus!I

De nossa distante Ubajara venho saudá-lo neste dia tão histórico para a população ubajarense ao longo desses cinqüenta anos de “pastoreio em nossa Ubajara.”  Recordo-me os detalhes das celebrações na Igreja Matriz. Ás 6h da manhã num disco de vinil era tocado à primeira chamada, logo as 06h15min a segunda. Antecipavam alguns minutos para a celebração e nossa Almerinda Mendes (in memorian) rezava o oferecimento do dia enquanto diante num genuflexório frente à sacristia o senhor fazia suas orações antes do sublime sacramento. Enquanto era acesa a vela sobre o altar a voz saudosa de Mairiinha do Horto entoava o canto de entrada:  A nós descei divina luz…” e  Pontualmente as 6:30 estava o senhor sobre o  presbitério para iniciar o maior de todos os sacramentos. Impressiono-me até hoje as posições que o senhor realizava para reverenciar e proclamar a Palavra de Deus e para adorar Jesus na transubstanciação. Quando em perfeita atitude de adoração fazia a genuflexão por alguns segundos após elevar o Corpo e Sangue de Cristo como oferenda ao Pai.I

Muitos momentos saudosamente me vêm à memória. Sinteticamente gostaria de mencionar a semana Santa. Quando Domingo de Ramos uma multidão reunia-se em frente ao Colégio das Irmãs para a bênção dos Ramos. De maneira simples vinha monsenhor Tarcísio de Túnica branca e uma estola vermelha para iniciar os santos ofícios da Semana Santa.  Quinta feira Santa às 16h o lado esquerdo da nave central era tomado pelas zeladoras da Adoração Contínua e do outro lado dois bancos eram ocupados pelos irmãos do Santíssimo. Na hora exata da trasladação do Santíssimo, o véu umeral estava sobre seus ombros e num cibório estava a eucaristia para adoração. A umbela o acompanhava até o altar da trasladação. Ao som das matracas catavam-se o Tão Sublime Sacramento, em seguida o altar-mor era desnudado. Que cenas marcantes… Já na Sexta feira da Paixão às 15h num silencio esplêndido o senhor prostrava-se diante do altar para iniciar o Ofício da Paixão. Nosso Saudoso Padre Fernando Frota cantava solenemente a narrativa do evangelho da Paixão.  Ao terminar as orações, o senhor descia para a sacristia, tomado o crucifixo coberto com um véu vermelho traçado cuidadosamente por três alfinetes e dirigia-se silenciosamente a porta principal para iniciar a  adoração da Cruz. Sua voz enchia toda a Igreja ao cantar: “Eis o lenho cruz, do qual pendeu a salvação do mundo”, após a adoração a Cruz era posta sobre o altar de frente para o senhor enquanto realizava-se o rito da Eucaristia.I

Quantos momentos marcantes durante esses cinqüenta anos em nossa Paróquia. Lembro-me que todos os anos às 5h da manhã do dia 01 de maio todas as associações Religiosas concentravam frente à Casa Paroquial para saudá-lo numa solene alvorada, pois aquele dia marcava sua chegada em nossa cidade.I

A expressão peculiar de um homem de caráter divino ao longo desses cinqüenta anos com sua voz e postura firme e destemida de Bom Pastor marcou nossa sociedade ubajarense.  Ainda hoje em seu “Tabor” capela anexo à sua casa, continua a pregar com amor e zelo a Boa Nova da Salvação.I  

Meu incondicional abraço de filho espiritual, Alexandre Rodrigues Parente

3 تعليقات »

  • Alexandre said:

    ~Toda população ubajarense deve honra e gratidão ao Sacerdote exemplar, mestre nas palavras e ações executadas com zelo e eficácia. Cinquenta a nos em nossa Ubajara. Obrigado Monsenhor Tarcísio, pois em meio a tantas contradições em nosso universo secularizado o senhor é destaque para a comunidade católica . Abraços.

  • Monique Gomes (author) said:

    Esse artigo que parabeniza o Mons. Tarcísio pelo cinquentenário em Ubajara foi muito oportuno, Alexandre. Ao Padre Tarcísio, meus cumprimentos e minha admiração

  • Vigevando Araújo de Sousa said:

    Ao grande cidadão Mons. Tarcísio minha homenagens; Sábio nas palavras e comedido nas ações! Parabéns!!!

FAZER UM COMENTÁRIO

Participe. Deixe seu comentário aqui