Folha Ubajarense » Ubajara perde a poetisa Maria Lira
Entrevistas e Homenagens

Confira as entrevistas concedidas ao Jornal Folha Ubajarense. Em breve a sessão Homenagem Póstuma estará disponível

Ibiapaba online

Notícias da Ibiapaba:Viçosa do Ceará, Tianguá, Ubajara, Ibiapina, São Benedito, Guaraciaba do Norte e Carnaubal

Polícia

O interior do Estado do Ceará não é mais o mesmo. Violência, criminalidade e acidentes no trânsito fazem parte da rotina

Ubajaridade

A essência de ser ubajarense permanece arraigada nos habitantes dessa cidade pacata e de clima agradável

ümor

Artigos, Crônicas, Piadas. Tudo aquilo que você não precisa saber para viver com dignidade e qualidade de vida está aqui

الرئيسة » Ubajaridade

Ubajara perde a poetisa Maria Lira

أرسلت بواسطة Monique Gomes في sexta-feira, 7 maio 20102 تعليقات


Faleceu ontem, aos 83 anos de idade, a ubajarense Maria Lira Alves.I

Mensagem dos amigos: Irmã Maria Lira, elogios não lhe faltaram ao longo de tantos anos vividos. Seu papel desempenhado como missionária ardorosa e incansável no projeto de pregar o Evangelho a todas as criaturas, com suas respectivas maturidades, com a simplicidade das palavras que compõem o catecismo da Santqa Igreja. Filha dedicada aos pais, devotada com uma delicadeza exuberante comparada a beleza de traços finos e leves das flores que germinaram, das inúmeras sementes que por vossas mãos foram semeadas. Líder de caráter e personalidade atuante na sociedade, no exercício magistério, atuando como educadora, trabalhou no sentido de acrescentar valores a seus educandos, conseguindo formar cidadãos íntegros e dignos de habitar esta terra. Com o dom recebido de Deus, Dona Maria Lira compôs poesias fantásticas capazes de empreender no leitor sentimentos de saudosismo, pureza, leveza, humor e religiosidade. Você foi e continuará sendo uma fonte inestimável de valores e qualidades tão grandes que as palavras se tornam pequenas diante da imensidade  do significado e do peso que o nome Maria Lira representa para todos nós. Maria Lira foi e continuará sendo sinônimo de alegria, basta olhar para as inúmeras lideranças e talentos descobertos por esta grande missionária, que hoje vai para o braço do PAI. Maria Lira nos repassou toda sua sabedoria, proferindo as palavras que levam a Deus. Descanse em paz.I

I“Ubajara que ja não vive de tantas alegrias hoje amanheceu mais triste. Ontem por volta das 23h  faleceu a escritora e poetisa ubajarense Maria Lira Alves. A Folha Ubajarense já havia homenageado a mesma por ocasião de seu aniversário natalício. Maria Lira deixa um legado de fé, perseverança, e respeito à vida. Muito contribuiu com a educação religiosa em nosso município como professora do estado onde lecionou por longos anos na Escola Flavio Ribeiro Lima. Escreveu quatro livros: Louvor em Lira, Curso para Ministros da Eucaristia e da Palavra, Cantai ao senhor um Canto Novo e A Beleza de Deus em suas Criaturas. Por último tinha lançado a segunda edição de dois desses. Certamente a Paróquia de Ubajara perde uma grande catequista e religiosa. O município perde uma escritora, poetisa e patrimônio cultural, que nunca foi reconhecida pelos seus valores culturais. Eu tive a graça de conviver mais de perto com Dona Maria Lira e pude sentir a alegria  e a forma simplória com que se falava das coisas de nossa terra. A ela nossos agradecimentos palas sementes de bondade e fé plantadas no terreno fértil de nossos corações. Deus conceda-lhe o descanço, a luz e a Paz na eternidade”.I
Alexandre Parente

 

Dados Pessoais, por Maria Lira

Mil novecentos e vinte e sete
Mês de outubro dia sete
Alguém
Além
Incensava uns paninhos com pivete

Moça grávida irrequieta febril
Dores muitas dores sonhos mil
Donde
Onde
Moitinga Ubajara Ceará Brasil

A Nossa Senhora do Bom Parto
Rezava um casal em certo quarto
Aflição
Apreensão
Mas o amor não descarto

Alta madrugada dores ais
Ânsia e suspiros quase mortais
Certeza
Incerteza
Pensam: serão momentos fatais?I

Estrelas olhavam a humilde choça
Envolta no manto verde na roça
Cravinas
Bovinas
Enfeitavam aquela palhoça

Cheiro de mato sons trilais
Pios festivos nos palmeirais
Pranto
Desencanto
Do jovem casal meus pais

Contrações, suor no rosto rubro
Ia nascer uma criança não encubro
Atino
Menino
Menina homem mulher não descubro

Súbito choro pausado mas estridente
De quem veio à luz e de repente
Alvoro
Côro
“Graças a Deus” da família presente

Joaquim Lira Alves indulgente
Carlota Siqueira Lira tão crente
Maravilha
Filha
Maria Lira Alves bem diferente

Grata ó Deus nasci sem tanto calvário
Em sete do dez dia da Mãe do Rosário
Futuro
Seguro
Em Deus viveremos perene aniversário

 

2 تعليقات »

  • Alexandre said:

    Saudade demais, vc é marca indelével em nosos corações!!!o

  • maria margarette said:

    ola so tem poucos dia que esto nacidade e ja estou com vergonha dos politicos de ubajara sera o que esta acomtecendo cera que o povo dessa cidade e envisivel que nao ve a bagunçaque ou seja arobalhera que esta na prefeitura ,meu deus que cidade e esta??.

FAZER UM COMENTÁRIO

Participe. Deixe seu comentário aqui