Folha Ubajarense » Fiscalização da cadeirinha de contenção é iniciada, por Tomas Filho
Entrevistas e Homenagens

Confira as entrevistas concedidas ao Jornal Folha Ubajarense. Em breve a sessão Homenagem Póstuma estará disponível

Ibiapaba online

Notícias da Ibiapaba:Viçosa do Ceará, Tianguá, Ubajara, Ibiapina, São Benedito, Guaraciaba do Norte e Carnaubal

Polícia

O interior do Estado do Ceará não é mais o mesmo. Violência, criminalidade e acidentes no trânsito fazem parte da rotina

Ubajaridade

A essência de ser ubajarense permanece arraigada nos habitantes dessa cidade pacata e de clima agradável

ümor

Artigos, Crônicas, Piadas. Tudo aquilo que você não precisa saber para viver com dignidade e qualidade de vida está aqui

الرئيسة » Opinião

Fiscalização da cadeirinha de contenção é iniciada, por Tomas Filho

أرسلت بواسطة Monique Gomes في terça-feira, 31 agosto 2010لا تعليقات

A partir de amanhã, quarta-feira, 1º de setembro, quem transportar crianças de até 7 anos e meio de idade sem a cadeirinha de retenção cometerá infração de trânsito gravíssima e estará sujeito a multa de R$ 191,54, além de perder sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação e ter o veículo apreendido até que a irregularidade seja resolvida.II

 Em junho de 2008, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) alterou a regulamentação sobre o transporte de crianças até 10 anos e estipulou prazo de 730 dias para que os condutores se adequassem à legislação. O prazo se encerrou em julho deste ano, mas foi prorrogado até o fim deste mês porque as cadeirinhas estavam em falta no mercado.I

 A atual regulamentação, assim como a anterior, estipula que as crianças menores de 10 anos sejam transportadas no banco traseiro dos veículos, mas prevê a obrigatoriedade do uso de cadeirinhas de retenção para crianças de até 7 anos e meio. Outra novidade, é que a lei determina a utilização de cadeirinhas de acordo com a idade de cada criança.I

 Por exemplo, as crianças de até 1 ano de idade deverão ser transportadas no bebê conforto. As que têm entre 1 e 4 anos em cadeirinhas, que já são normalmente utilizadas, e as de 4 a 7 anos e meio de idade deverão ser transportadas em assentos de elevação.I

 Segundo a engenheira da Divisão de Programas de Avaliação da Conformidade (Dipac) do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), Milene Cleto, antes de comprar, o consumidor deve verificar se o produto tem o selo de qualidade do Inmetro e ficar atento para escolher a cadeirinha adequada à altura e ao peso da criança. Todos os órgãos de trânsito do País estarão autorizados a multar o motorista que desobedecer a lei.  A lei não se aplica para veículos de transporte remunerados como táxis, ônibus e peruas escolares.I

 “O selo do Inmetro é a garantia de que o produto tem qualidade e não vai oferecer risco à segurança da criança. Além disso, deve-se escolher uma cadeirinha que seja compatível com o peso e altura da criança. Outro ponto importante, é pedir orientação ao lojista para instalar o produto corretamente”, disse a engenheira do Inmetro.I

Para a instalação do equipamento, o carro também precisa de alguns ajustes, como o cinto de segurança nos bancos traseiros. “A medida é importante, contudo, além do veículo estar adaptado para receber a cadeira, o valor do equipamento é alto, o que pode impedir muitas famílias de adquiri-lo”, explica a jornalista. Os preços dos equipamentos variam em torno de R$ 200 a R$ 500, de acordo com a marca e tipo da cadeira.I

Segundo dados do Ministério da Saúde, aproximadamente, 2 mil crianças são mortas em acidentes de trânsito por ano no Brasil. A utilização correta da cadeirinha poderia reduzir em até 70% a possibilidade de morte em caso de acidente.I

 

 

Fiscalização da cadeirinha de contenção é iniciada, por Tomas Filho, jornalista, diretor da Rádio Club FM de Ubajara

FAZER UM COMENTÁRIO

Participe. Deixe seu comentário aqui