Folha Ubajarense » A infância interrompida, por Adrovando Tomaz
Entrevistas e Homenagens

Confira as entrevistas concedidas ao Jornal Folha Ubajarense. Em breve a sessão Homenagem Póstuma estará disponível

Ibiapaba online

Notícias da Ibiapaba:Viçosa do Ceará, Tianguá, Ubajara, Ibiapina, São Benedito, Guaraciaba do Norte e Carnaubal

Polícia

O interior do Estado do Ceará não é mais o mesmo. Violência, criminalidade e acidentes no trânsito fazem parte da rotina

Ubajaridade

A essência de ser ubajarense permanece arraigada nos habitantes dessa cidade pacata e de clima agradável

ümor

Artigos, Crônicas, Piadas. Tudo aquilo que você não precisa saber para viver com dignidade e qualidade de vida está aqui

الرئيسة » Opinião

A infância interrompida, por Adrovando Tomaz

أرسلت بواسطة Monique Gomes في terça-feira, 31 agosto 20104 تعليقات

Não culpo diretamente os feirantes donos de bancas de dvd’s piratas por negligenciarem a lei, pois como julgar um silvícula se ele não é detentor de responsabilidade? A omissão da sociedade moderna é que a destrói. Salvo os interesses de seus detentores e de seus patrocinadores adjuntos, convém lembrar que é dever de todos zelar pelas nossas crianças. Há muito se procura intimidar o abuso de todas as formas  a esses seres inocentes, procurando resguardar o belo das fábulas, da magia e até da herança do Papai Noel. Todos os dias a mídia denuncia e informa da nossa responsabilidade com a formação do menor.I

Vocês devem estar se perguntando aonde eu quero chegar. Pois bem! Como de costume, aos domingos gosto de passear um pouco pelas ruas da feira, observar o vai e vem dos transeuntes em buscas de preços , ali se aprende um pouco sobre comércio, negociar. Nas bancas de cd’s e dvd’s  costumo  ver os últimos lançamentos, até comprá-los. Então, foi aí que, uns dois meses atrás me deparei  com  uma banca que fica ali, perto da farmácia sob o Hotel Paraiso, com uma caixa grande cheia de material pornográfico às vistas das crianças que ali param pra comprar dvd’s infantil, sobre a banca aquela caixa de material pornográfico contrasta com os infantis e outros gêneros. Fiz no momento uma reclamação com a ajudante do dono da banca e ela de uma maneira esnobe realçou a minha vontade de denunciar aquele abuso.I

I__ Você faz o que quizer, problema seu – disse com um sorrizinho disfarçado de que não iria adiantar nada, como se estivesse protegida por alguém, alguma instituição.I

Vários domingos não encontrei essa banca, achava que alguém tinha tomado alguma providência, porém nesse domingo final de agosto, novamente a banca estava lá, tinha voltado, todo o material pornográfico estava sobre a banca, mostrando os últimos lançamentos, pertinho das crianças que ali procuram seus exemplares infantis. Me indignei novamente com aquele ultraje  e decidi procurar providências.I

Hoje conversei com o Sr. Joao Santé, presidente da Câmera e o coloquei sabedor da situação e também que iria falar com o Promotor. De imediato se propôs ele mesmo a fazer a denúncia a promotoria.I

Denuncio aqui a vergonha dessa sociedade hipócrita de um conformismo exacerbado que não procura defender a infância, permitindo assim deturpar valores que lhe serão nocivos no amanhã. Que cidadãos teremos se o teor do aprendizado pra uma vida saudável é conhecida de uma maneira degradante.I

Não só isso, mas tem muita coisa que podemos fazer denunciando. Não podemos ficar calado ou esperando por alguém fazer o que deveríamos fazer. Esse veículo já ta de bom tamanho para a luta a favor das nossas crianças.I

ps. Observe atentamente os olhos de uma criança e veja a magia que reflete deles é uma coisa indescritível, agora pense o contrário.I

 

A infância interrompida, por Adrovando Tomaz Cavalcante, empresário

4 تعليقات »

  • Monique Gomes (author) said:

    Caro colunista, o descaso em Ubajara é uma coisa extremamente grave. Veja o Grêmio, um prédio histórico que poderia ser utilizado como espaço público cultural, hoje está demolido. Veja ainda o descaso com a segurança pública: os detentos saem todos os dias da cadeia para “passear”. Nunca vi uma cidade tão desgovernada, é vergonhoso.

  • Anonimo (author) said:

    Às vezes fico me perguntando que cidade mais sem noção é essa que nós moramos; aqui, tudo é permitido, carros e motos em qualquer direção, ruas sem placas para orientar o turista e aos domingos bancas que tiram à beleza desse lugar. O comércio tem que existir, mas vamos ter um momento de reflexão, o que seria melhor, uma cidade linda pra se morar com toda a estrutura que realmente ela merece ou um “chiqueiro” onde tudo pode a todo o momento? Responda se for capaz ou cale-se na insensatez dos políticos que já governaram UBAJARA. Em relação aos filmes com conteúdo adulto, se nem para a segurança eles ligam imagine para o que pode sofrer a mente de uma criança ao ver cenas inadequadas para sua idade? Análise: obras para esta cidade só do governo federal ou estadual e algumas da iniciativa privada e quando fazem algo na esfera municipal, fazem errado! Como, por exemplo: praça que não tem permissão de instalção pelo proprio dono, caso em que a justiça tem que intervir para solucionar, fora outras situações que não vale a pena citar.

  • Jonathan F. Gomes said:

    Não só aqui em Ubajara, mas no mundo inteiro acontece isso, principalmente depois dessas transmissões em vídeo que acontecem ao vivo no Twitter, rede social que mais cresce no mundo e nos bate-papos on-line onde crianças leem mensagens de conteúdo inadequado ou veem cenas de sexo. Qualquer pessoa com um webcam consegue transmitir sua imagem no twitter. Ao lado do vídeo,uma janela se abre e os espectadores podem fazer comentários ou pedidos indecentes. Recentemente, uma menina de 14 anos e um menino de 16 protagonizaram cenas de sexo para mais de 26 mil pessoas no site. No dia seguinte, o adolescente publicou outro vídeo se dizendo arrependido e enquanto à menina, esta não queria ir mais à escola. Segundo o delegado que investiga o caso, os pais sequer sabiam o que os filhos estavam fazendo e prometeu ir atrás das pessoas que baixaram o vídeo.
    A internet invadiu as casas, fazendo crianças e adolescentes se exporem em segundos. Porém, na minha opinião, é necessário os pais estarem bastante atentos, participando da vida dos filhos, pois crianças e jovens que não recebem atenção, muitas vezes buscam visibilidade fora. E outa que que proibir gera ainda mais curiosidade, por isso faz-se necessário os pais controlalem o tempo e saberem o que os filhos estam vendo na internet.

  • Hilário Garcia said:

    Parabéns ótimo conteúdo.

FAZER UM COMENTÁRIO

Participe. Deixe seu comentário aqui