Folha Ubajarense » A Ibiapaba e os lapsos na publicidade, por Monique Gomes
Entrevistas e Homenagens

Confira as entrevistas concedidas ao Jornal Folha Ubajarense. Em breve a sessão Homenagem Póstuma estará disponível

Ibiapaba online

Notícias da Ibiapaba:Viçosa do Ceará, Tianguá, Ubajara, Ibiapina, São Benedito, Guaraciaba do Norte e Carnaubal

Polícia

O interior do Estado do Ceará não é mais o mesmo. Violência, criminalidade e acidentes no trânsito fazem parte da rotina

Ubajaridade

A essência de ser ubajarense permanece arraigada nos habitantes dessa cidade pacata e de clima agradável

ümor

Artigos, Crônicas, Piadas. Tudo aquilo que você não precisa saber para viver com dignidade e qualidade de vida está aqui

الرئيسة » Opinião

A Ibiapaba e os lapsos na publicidade, por Monique Gomes

أرسلت بواسطة Monique Gomes في quarta-feira, 3 novembro 20102 تعليقات

Nos dias atuais ainda é possível perceber a falta de zelo que os administradores – digo a sociedade de modo geral – tem com a publicidade. É uma eterna relação de amor e ódio. Sim, porque existe o desejo, ainda que tênue, de se apresentar melhor, de fortalecer a identidade de uma marca. O problema é que o desejo em si não se transforma em uma meta a ser alcançada e quando se tranforma, não existe a consciência de que é preciso investimento financeiro, pois esse serviço é feito por um profissional.I

Outro lapso de inteligência terrível é montar um negócio e não reservar nada no orçamento para a publicidade. Quem está chegando tem que mostrar que existe. Quem já existe, tem que manter o grito senão o concorrente vem e devora.I

O Repórter fotográfico deve oportunizar aquelas matérias não comerciais ou de utilidade pública para o jornal, no entanto, há quem veja esse profissional como alguém que ganhou na megasena e trabalha apenas por hobby. Basta acioná-lo e então ele estará lá, com todos os equipamentos necessários para a reportagem. Depois disso é só chegar em  casa, editar as fotos, redigir e corrigir os textos e publicar. Coisinha simples que leva praticamente um dia inteiro de serviço.I

Em se tratando dos eventos tradicionais que acontecem na Ibiapaba, presume-se que é de extrema importância priorizar e fomentar o desenvolvimento sustentável na região. Mas como trazer uma demanda grande de turistas para lotar os eventos, hotéis e pousadas, senão pelo caminho da publicidade antecipada?  Qualquer evento que objetive trazer desenvolvimento precisa, no mínimo, de 3 meses de publicidade, porque até mesmo quem é natural daquela região e mora nos grandes centros poderá agendar sua viagem com antecedência.I

A realidade é que poucos administradores de eventos procuram os jornais e rádios locais para produzir essa mídia e muitos preferem divulgar na véspera do evento, fato que aborta completamente o efeito multiplicador da moeda de fora para dentro, ou seja, o verdadeiro desenvolvimento através do turismo.I

Jornalistas, blogueiros e produtores de publicidade da região precisam atentar para esse fenômeno e promover um debate inteligente a respeito da sustentabilidade jornalística, porque enquanto uns tentam fazer um trabalho sério, outros estão promovendo a prostituição explícita do jornalismo através de notícias comerciais gratuitas e mal editadas.I

 

 


A Ibiapaba e os lapsos na publicidade, por Monique Gomes,  Jornalista socioambiental pela DW Akademie, formada em Turismo e Hotelaria pela UVA, estudante de Letras com hab. em Português pela UFPB, repórter fotográfica, redatora e Editora do Jornal Folha Ubajarense.I

2 تعليقات »

  • Luis Antonio Gomes said:

    Monique
    Suas palavras são coerentes e, de fato, expressam o que ocorre aqui na Ibiapaba, notadamente esses aventureiros que promovem eventos e festivais na região. Algumas vezes, utilizam o nome da Ibiapaba, falam em integração regional, mas não investem nada, não só em publicidade, mas em cultura propriamente dito.
    Luis Antonio Gomes
    Editor Correio Ibiapaba

  • Monique Gomes (author) said:

    Olá, Luis. Parabéns pelo trabalho no Correio. Você deve saber o quanto é difícil sobreviver de publicidade aqui na região

FAZER UM COMENTÁRIO

Participe. Deixe seu comentário aqui