Folha Ubajarense » Moradora do Sítio Paraíso vive em condições precárias
Entrevistas e Homenagens

Confira as entrevistas concedidas ao Jornal Folha Ubajarense. Em breve a sessão Homenagem Póstuma estará disponível

Ibiapaba online

Notícias da Ibiapaba:Viçosa do Ceará, Tianguá, Ubajara, Ibiapina, São Benedito, Guaraciaba do Norte e Carnaubal

Polícia

O interior do Estado do Ceará não é mais o mesmo. Violência, criminalidade e acidentes no trânsito fazem parte da rotina

Ubajaridade

A essência de ser ubajarense permanece arraigada nos habitantes dessa cidade pacata e de clima agradável

ümor

Artigos, Crônicas, Piadas. Tudo aquilo que você não precisa saber para viver com dignidade e qualidade de vida está aqui

الرئيسة » Ubajaridade

Moradora do Sítio Paraíso vive em condições precárias

أرسلت بواسطة Monique Gomes في segunda-feira, 29 novembro 201017 تعليقات

Dona Erundina mora sozinha numa casa de taipa, no Sítio Paraíso. FOTO:MONIQUE GOMES

Ubajara. As condições precárias de moradia da aposentada Antônia Marques de Araújo Almeida, 77 anos, mais conhecida como “Dona Erundina”, são uma ironia ao nome da comunidade onde ela mora: Sítio Paraíso. Há mais de 20 anos, ela vive em uma casa de taipa em péssimas condições que tem o telhado sustentado por galhos de árvores. Nem a luz do dia é capaz de iluminar a escuridão do interior da casa. A cozinha é improvisada no chão. É lá onde ela diz “cozinhar um feijão” com ajuda do fogo à lenha. O local lembra uma caverna e a sensação de quem entra lá é de que tudo pode desabar a qualquer momento.I

A cozinha é improvisada no chão, junto a sujeira, umidade e escuridão

Sozinha, sem filhos ou parentes. Tamanho sofrimento não relegou os cuidados de Dona Erundina. Com a chegada da equipe do Jornal Folha Ubajarense e da Rádio Club FM, ela se apressou em buscar um pente para arrumar os cabelos grisalhos. O parlamentar Antônio Rodrigues, quem sugeriu a matéria, estava presente no local.
Segundo moradores do Sítio Paraíso, a aposentada estava cadastrada em um projeto da Prefeitura o qual a beneficiaria com uma casa, mas anos se passaram e até o momento nada foi feito. “Sou aposentada, de tudo eu compro com esse dinheiro, remédio, tudo. Eu não posso construir uma casa. O mundo é de Deus e toda riqueza que tem no mundo é de Nosso Senhor Jesus Cristo, o plano é Dele, o projeto é Dele”, desabafa.I

As Secretarias de Ação Social exercem um papel importante nos municípios através de projetos que assistem a comunidade carente. No entanto, muitas vezes é preciso que a própria comunidade interceda por essas pessoas, porque o povo tem voz. É preciso também atentar para o fato da ideia de que com algum trabalho beneficente seria possível que a própria comunidade providenciasse um mutirão para a construção da casa de Dona Erundina e proporcionar a ela uma vida digna de uma idosa que merece respeito. Reportagem de Monique Gomes para o Jornal Folha Ubajarense.I

17 تعليقات »

  • Vigevando said:

    Excelente reportagem! Vamos sensibilizar o povo para a solidariedade! Uma aposentadoria de um salário mínimo é uma vergonha para uma senhora idosa… não dá nem pra pagar os remédios! Espero que a prefeitura se mobilize para melhorar as condições dessa senhora!

  • Manuel said:

    Monique Boa noite
    Parabéns pela a matéria
    Em algumas vezes já se- falamos por email.
    Sou de nova Veneza aqui em São Paulo sou autônomo e sou presidente de uma associação, onde fazemos trabalhos sociais, que pena que não estou ai para ajudar a Dona Erundina.
    Cadê o fundo social de nossa Ubajara não funciona
    ?
    Manuel messias costa

  • Clauberto said:

    parabens pela materia,este é o verdadeiro papel do jornalista,mostrar a realidade e cobrar das autoridades e da sociedade uma resposta imediata.

  • Tinho said:

    Bom o grande problema da sociedade brasileira é a falta de investimentos para moradia de saneamento básico,saúde,educação e outros.Nosso pais cobra altas taxa de juros sobre os produtos ex o carro Honda Civic nos Estados Unidos custa 15.000 dólares e aqui custa 60.000 reais o dinheiro que o governo açula com impostos não é bem gasto o impostômetro ate o mês de novembro acumulou mais de 1.000.000.000.000. de reais que representa a metade do PIB nacional que é 1.995.000.000.000. a corrupção do nossos servidores públicos esta calculado em mais de 10.000.000.000. que poderia ser gasto em varias áreas problemas como da dona ` Erundina Sempre se repetirão sem a ajuda da sociedade o programa minha casa Minha vida criada pela Sra. Dilma Roussef
    Ainda não atingiu grande escala de erradicar a miséria. A criação de do iem imposto de erradicação da miséria que seja repassado para pessoas que vivem em situação precária
    E abaixar o imposto para quem ganha abaixo de 2.000 reais assim aumentava o poder de cobrar mais impostos para quem ganha acima de 5.000 reais poderia que resolvesse essa situação

  • Monique Gomes (author) said:

    Obrigada, Clauberto. Estou preparando uma matéria que vcs irão gostar

  • Monique Gomes (author) said:

    Olá, Manuel. É um prazer ter você por aqui. Estou devendo uma matéria sobre Nova Veneza

  • Zélia Cavalcante said:

    Cabe à Administração Municipal atraves de Sua Secretaria de Ação Social, banir de seu Municipio situações vechatória como esta que a Sra. Antônia Marques (Sitio Paraíso) vem atravessando. É vergonhoso até. N minha ótica, este problema já deveria ter sido resolvido – Ação Social e Igrejas.

    Atenciosamente, Zélia Cavalcante

  • Glaucirene Martins said:

    Monique e muito triste de ver uma senhora nesse estado de plena miséria eu gostaria de ajudar um pouco eu não vou ficar aqui falando quem ajudou ou deixou de ajudar eu quero fazer a minha parte diga como eu posso ajudar muito obrigado!

  • Monique Gomes (author) said:

    Oi, Glaucirene. Para ajudar a Dona Erundina você pode encaminhar os donativos para a Rádio Club FM que eu mesma farei a entrega, ou caso prefira vc mesmo entregar, é fácil encontrar a casa dela no sítio Paraíso, depois do Bairro Nossa Sra. de Lourdes. Evite doar alimentos perecíveis, pois ela não possui nenhum tipo de eletrodoméstico

  • Xisto said:

    OI Munique
    Muita Paz
    Já fiz várias visitas a esta Irmã que você diz chamar-se D.Erundina, porque eu a conheço como D. Edite, não sei se me enganei, mas não importa o fundamental mesmo é apoiá-la.
    Falei com o Prefeito e contei a situação. Ele foi até lá, depois me autorizou a conversar com ela para ver o que poderíamos fazer. Acontece que o local da residência, pertence Francisco Gregório Santos Vieira, ele cede de bom grado pra que ela receba melhoramentos na sua residência e vive mais feliz. Acontece que ela tem um parente – acho que sobrinho, seu único herdeiros . Este ao encontrar o gregório, proprietário do terreno, sempre fala que vai herdar o local(palavras do Gregório), Então daí surgiu o impasse porque o Gregório nada recebe de aluguel ou renda, mas não quer deixar o terreno para o sobrinho dela porque este não é de bpons predicados , tendo-o desacatado por várias vêzes. Fica dificíl pra prefeitura, consertar uma casa que vai ser transferida para quem pode tem outro ale´de tudo isso ela se recusa terminantemente a morar em outro local. E para mexer na casa tem que ser do jeito que ela quer…Simpatizou comigo, acho,e disse-me que confiava em mim pra encetar a reforma, mas parei neste momento devido o que expuz. Dou um pouco de incentivo, rezo com ela e conversos, sempre a visito, na pultima visita fui a Cagece para consertar um vazamento dágua, não sei se resolveram.. concordo com você que ninguém pode viver nestas condições, vamos continuar lutando para melhorarmos estas condições… quem sabe com apersistência Deus nos mostrará um jeitinho, abraços.

  • Monique Gomes (author) said:

    Xisto, não fico surpresa que você tenha intercedido por ela, com toda a sua bondade e dedicação. Bem, até onde eu sei, o único parente que ela tinha faleceu, ela é sozinha. Todas a chamam por Dona Erundina, mas ela deu o nome verdadeiro, o que está registrado na matéria. Tem alguém que vc possa me indicar da Prefeitura para eu falar sobre o fato dela se recusar a morar em outro lugar? Obrigada

  • iraildes said:

    monique parabens pela materia eu conheço esta senhora desde cria
    nça senpre ela viveu nesta vida pobre e miseravel sem ter niguen que olhase por ela
    este e o nosso BRASIL
    ..!!

  • ROSELI said:

    MEU DEUS, NO PAIS ONDE SERA SEDE DA COPA EM 2014 AINDA ENCONTRAMOS PESSOAS QUE VIVE NESSAS CONDICOES, PREFEITO PELO AMOR D DEUS OLHA PRA ESSA SENHORA E VEJA CM ELA VIVE E FACA ALGO PARA AJUDA-LA!!!!!!!!!!!

  • Rose said:

    BOM DIA MONIQUE: GOSTARIA DE SABER COMO ESTA AS CONDIÇOES DA DONA ERONDINA, E COMO PODEMOS AJUDAR ELA, E SE O PROGRAMA PODERIA ARRUMAR ALGUM MEDICO PARA ELA PARABENS PELA MATERIA, DE REPENTE PODERIA ATÉ PEDIR PARA O PROGRAMA DO GUGU AJUDAR ELA …VAMOS FAZER ALGUMA COISA COISA, NAO É POSSIVÉL TANTO TEMPO E NINGUEM TER FEITO NADA ,EU SÓ VI A MATERIA ONTEM NO PROGRAMA TUDO A VER,, ME DE NOTICIAS COMO ELA ESTA POR FAVOR…OBRIGADA

  • Monique Gomes (author) said:

    Oi, Rose. A TV Record às vezes reprisa matérias mais antigas. Segundo a Prefeitura de Ubajara, o problema de moradia da Dona Erundina já foi resolvido. Visite o Blog http://moniquegomes.wordpress.com

  • Rita de Cássia said:

    Monique parabéns pela matéria mto me sensibilizou a história de d. Erundina, fiquei triste demais com a situação dela,chorei mto…o prefeito precisa fazer algo por esta senhora.Se eu morasse aí com certeza iria ajudá-la nem que fosse dando uma sesta básica, mas mora mto longe, em Mato Grosso do Sul

  • Tio Bernado said:

    A história de d.Erundina não é um fato isolado, existem milhões de pessoas vivendo em estado de extrema miséria.Gostaria de fazer algo por essa senhora.Monique, me diga como posso ajudá-la…moro do outro lado do Brasil,mas deve haver algo em que eu possa ajudá-la, é muito triste a situação dessa senhora.E pelo que li ela tem um sobrinho de carater duvidoso.É difícil a situação, mas o fato é que essa senhora precisa de ajuda, pelo menos enquantomestiver viva.

FAZER UM COMENTÁRIO

Participe. Deixe seu comentário aqui