Folha Ubajarense » Ibiapaba recebe Assembleia Legislativa para audiência pública
Entrevistas e Homenagens

Confira as entrevistas concedidas ao Jornal Folha Ubajarense. Em breve a sessão Homenagem Póstuma estará disponível

Ibiapaba online

Notícias da Ibiapaba:Viçosa do Ceará, Tianguá, Ubajara, Ibiapina, São Benedito, Guaraciaba do Norte e Carnaubal

Polícia

O interior do Estado do Ceará não é mais o mesmo. Violência, criminalidade e acidentes no trânsito fazem parte da rotina

Ubajaridade

A essência de ser ubajarense permanece arraigada nos habitantes dessa cidade pacata e de clima agradável

ümor

Artigos, Crônicas, Piadas. Tudo aquilo que você não precisa saber para viver com dignidade e qualidade de vida está aqui

الرئيسة » Ibiapaba online

Ibiapaba recebe Assembleia Legislativa para audiência pública

أرسلت بواسطة Monique Gomes في quarta-feira, 10 agosto 201113 تعليقات

Pronunciamento do universitário Paulo Júnior. FOTO:MONIQUE GOMES

O dia 10 de agosto ficou registrado na história da Ibiapaba durante a Audiência Pública com a Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, evento que aconteceu no Ginásio Coberto Raimundo Ferreira de Sousa, em Ubajara. A mobilização foi feita pelos Conselheiros de Desenvolvimento Regional da Ibiapaba, em parceria com os representantes dos governos municipais e imprensa local. Uma multidão de estudantes participou do encontro que objetivou discutir a viabilidade da instalação da Universidade Federal da Ibiapaba, um sonho muito antigo dos ibiapabanos que enfrentam inúmeras dificuldades para estudar na cidade de Sobral ou manter seus filhos na capital por falta da oferta de um ensino superior.I

I“Como representante dos universitários, gostaria de ressaltar a necessidade de uma Universidade Federal aqui na Ibiapaba, tanto pelo fator geográfico como pelo potencial socioeconômico e ambiental, carente de cursos voltados a seu desenvolvimento. Todos os dias nos deslocamos para a cidade de Sobral para cursar uma faculdade. Além de enfrentarmos dificuldades financeiras e gastos com alimentação, existe o terrível desgaste físico e psicológico ocasionado pela viagem diária, pois a maioria dos universitários trabalham durante o dia. Todos nós temos uma história para contar de um ou dois pneus que se depreenderam do ônibus, animais na beira da estrada esbarrando contra o veículo e acidentes muitas vezes com vítimas fatais. E há uma observação importante: passamos mais tempo em trânsito que na sala de aula, pois são quatro horas de viagem e três horas de aula”, desabafou o estudante de Direito Paulo Júnior Guimarães, que diariamente trafega de Ubajara a Sobral para estudar.I

Participaram da Audiência os Deputados Sérgio Aguiar,Lula Moraes, Moésio Loiola, Fernanda Pessoa, Dedé Teixeira e Miriam Sobreira. A Prefeita de Tianguá, Natália Félix, o Prefeito de Ubajara, Ari de Oliveira Vasconcelos, o Prefeito de Ibiapina, Marcos Silva, o Prefeito de São Benedito, Tomaz Júnior, o Prefeito de Guaraciaba do Norte, Egberto Martins, além de representantes do poder legislativo, diversas instituições e sociedade civil em geral.I

I“Quando abraçamos a solicitação dessa audiência é porque acreditamos que a construção de uma universidade levará conforto para as famílias e desenvolvimento para a cidade. Eu considero o CONDERI um dos conselhos mais organizados e importantes do Estado do Ceará. Junto com essa solicitação me foi enviado algumas prioridades que foram aprovadas até 2030 e a prioridade número um é a Universidade Federal da Ibiapaba, depois vem a modernização do Teleférico, o Hospital Regional, a Ampliação do Aeroporto regional, a implantação de aterro sanitário, o Centro de Feiras e Eventos, a Ampliação de Águas Açude Jaburu, o Centro de Referência Agropecuária, a Delegacia Regional da Mulher e a duplicação da CE 187. Essa atitude mostra como as pessoas unidas podem organizar o desenvolvimento de uma região”, afirmou a Deputada Miriam Sobreira.I

A audiência pública pela viabilidade da Universidade Federal da Ibiapaba foi transmitida em tempo real pela Rádio Club FM de Ubajara e Rádio Tabajara AM de São Benedito, com cobertura do Jornal Folha Ubajarense, Correio da Ibiapaba e TV Diário. Reportagem de Monique Gomes para o Jornal Folha Ubajarense.I

Uma grande multidão de estudantes participou da audiência.FOTO:MONIQUE GOMES

13 تعليقات »

  • Wescley Ânderson said:

    Muito bem Paulo Jr. discurso otimo. Realmente é bem complicado ter que ir a Sobral todos os dias pra Estudar, pois como vc cita muito bem passa-se mais tempo dentro do onibus. Do que dentro da sala de aula. E o desgaste é sem precedentes por demais grandes. Lembrei agora de uma vez que o busão quebrou e a gente chegou em casa por volta das 7hs da manhã. E alguns colegas desceram direto do ônibus e foram dá aula. Aí meu Deus.
    Essa é a nossa luta como Ubajarenses, Ibiapabanos… Precisamos e é mais que urgente a implantação de uma Universidade na Nossa Ibiapaba… Parabéns Monique pela reportagem e a luta segue… Já visti essa blusa sem deixar de perceber tudo que envolve a busca pela universidade… o MARQUETING ELEITOREIO E TUDO MAIS…KKKKKKK

  • pedro said:

    lamentamos que os proprios estudantes de ubaJARA nao quiseram prestigiar este impar acontecimentos , e os deputados que foram votados aqui srs cabos eleitoraos pensem no fututo de seus filhos e netos pois a ibiapaba precisa de campos avbançados de noivel superior, depois pensaremos na universidade federal lamenatmos tabme pela falta de interesse do pvo de Ubajara que prestiigiarm muito poucoi o evento que pena monbique

  • pedro said:

    ujei nao prestigia as coisa boas de ubajara so sabe e criticar sem fundamento e uma pessoa que so quer o regresso de ubajara

  • Gladston said:

    Parabéns Monique pelo seu trabalho, estive presente e tive o prazer de ver você cobrindo esse evento, como meu caro amigo Wescley relator e o Paulo Jr. também falou, cada um de nós que passa ou que já passamos temos muitas histórias para relatar nos nossos dias de viagem da Serra para Sobral, histórias essas que muitas não foram boas, mais que hoje rimos pelos acontecidos, porque saímos ilesos é realmente importantíssimo a luta por essa universidade para a nossa serra, nossos alunos estão cada vez mais se distanciando dos estudos devido as dificuldades existente na educação, e me deixa muito triste em ver que nossos representantes os deputados a minoria esteve presente, uma coisa interessantíssima que o deputado moesio loiola ressaltou foi a questão da serra não ter um representante da terra na no legislativo, que é algo lamentável, uma população grande como a nossa tem capacidade de eleger políticos que morem aqui, obrigado pelo espaço e gostaria de finalizar dizendo que fiquei muito orgulhoso de ter participado desse momento histórico.detalhe a Monique tava linda como sempre…

  • Agildo Sqiueira said:

    Uma grande multidão de estudantes de Tianguá participou da audiência pública, juntamente com outros de outras cidades e mais um punhado aqui de Ubajara. Eu até agora não entendi, como nós deixamos isso acontecer. Parabenizo o Conderi por a organização do evento, mas faltaram divulgação e mobilização dos nossos estudantes. De todas as falas e argumentações que ali ouvi, uma me chamou bastante atenção, foi a do ex-prefeito de Tianguá Luiz Menezes, quando disse que a Ibiapaba estava mudando, quanto à questão do bairrismo e quando ele falou que a Ibiapaba nunca votou unida para eleger representantes nas esferas Federais e Estaduais, mas que isso não estaria longe de acontecer. Espero que um dia nossos políticos, tenham essa visão de que é mais do necessário ter representantes ibiapabanos na Assembléia Legislativa Estadual e na Câmara Federal, pois os que foram votados aqui em Ubajara nos mostraram o quanto estão preocupados conosco, não comparecendo à audiência pública, como o Dep. Estadual IVO GOMES e o Roberto Claudio e nem o Dep. Federal Pe. Zé Linhares e nenhum representante do Governador Cid Gomes a não ser o prefeito Ari.

  • Pedro Henrique said:

    Este movimento foi sem dúvida muito importante para a região, um marco na luta para o desenvolvimento educacional da Ibiapaba. Só lamento que esta luta esteja sendo confiada a estes deputados que vieram ao evento. Um Moésio Loiola destes, é mesmo um belo exemplo da espécie de parlamentares que temos hoje: os que representam não o povo, mas sim os seus próprios interesses. Tem de se acabar esta mentalidade atrasada de que deve ter um deputado da serra, isso é muita limitação política. Este senhores tem o dever Constitucional de representar os interesses do povo, independente da região no qual conseguiram amealhar seus votos. Enfim, lamento muito que esta batalha pela educação esteja entregue nas mãos de deputados da qualidade do Senhor Moésio Loiola e Fernanda Pessoa. Uma pena mesmo…

  • Paulo Mesquita said:

    Saudações amigos!
    Com certeza a audiência publica em Ubajara no último dia dez, foi um marco histórico para nossa região, pois se concretizou o segundo ponto para a instalação da Universidade Federal aqui na Ibiapaba, sendo que, a primeira é a mobilização social onde se iniciou em Tiangua num grande evento lá realizado a cerca de dois meses, já em Ubajara foi realizado a audiência publica que é definida como mobilização política e o terceiro passo é o estudo de viabilidade técnica que o Governador do Estado do Ceara, Cid Gomes através do seu irmão, Deputado Ivo Gomes, “garantiu” custear, num valor de quatrocentos mil reais.
    Esperamos que os políticos municipais, estaduais e federais se empenhem mais como ressaltaram os colegas anteriormente, já que demonstraram certo comodismo, e a nossa sociedade civil Ibiapabana, essa tem que acabar com o bairrismo que esteve presente em muitos dos discursos proferidos na audiência publica.
    E a grande massa universitária! Onde eles estavam mesmo? Só em Ubajara, cadastrados na UNEU, contando apenas os que se deslocam para Sobral, são cento e dois. Não vamos aqui esquecer os que moram em Sobral, os que estudam em Tiangua, Guaraciaba, Piripiri e demais cidades? Onde eles estavam?
    Acredito sim que esta Universidade Federal venha pra Ibiapaba, mas, não basta que o CONDERI se empenhe, os políticos tem que se unirem e trabalharem mais, já a sociedade civil se organizar e o mais importante, participar. Só assim esse sonho poderá tornar-se realidade.
    Paulo Mesquita.

  • Agildo Siqueira said:

    Se pensar em ter um representante da Ibiapaba é ser atrasado e limitado politicamente. Então o que o Sr. Pedro Henrrique sugeri? Pois sabemos que a politica no país todo é assim, que é o dever dos politicos é representar o povo, mas todos sempre fazem mais por suas regiões.

  • Raimunda Furtado said:

    Ubajara estar de parabéns, sabemos que não é tão fácil como imaginávamos lutar por uma universidade na serra da ibiapaba mas,por outro lado temos um conselho (o condere) que a meu ver tem se mobilizado e vem mostrando resultados. Mas a populaçao tem que se integrar cada vez mais,afinal de contas seremos nós os beneficiados ,e parabéns ao Paulo Junior por seu discurso!

  • Monique Gomes (author) said:

    Eu não sei se deveria agradecer a Prefeitura Municipal de Ubajara pelo plágio da matéria “Ibiapaba recebe Assembleia Legislativa para audiência pública”em seu web site ubajara.ce.gov.br. Acredito que o plágio é uma forma de elogio, um sinal de que estou fazendo um bom trabalho como jornalista. Mas os meus agradecimentos mais sinceros eu reservo para todos aqueles que publicam as matérias que eu faço e citam a fonte: REPORTAGEM DE MONIQUE GOMES. Citar a fonte é uma forma de respeito com o profissional e mostra a honestidade de quem está publicando. São qualidades nobres que devem ser observadas e citadas como bom exemplo.

  • Monique Gomes (author) said:

    Opa, Gladston, obrigada!

  • Monique Gomes (author) said:

    CE é um dos mais beneficiados
    Publicado em 17 de agosto de 2011 no Diário do Nordeste

    Maranguape, Boa Viagem, Itapipoca, Horizonte, Paracuru e Acopiara ganharam Institutos Federais

    Brasília. O Ceará foi um dos estados mais beneficiados com o Plano de Expansão da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, anunciado ontem em Brasília pela presidente Dilma Rousseff. O estado ganhará a Universidade Federal da Região do Cariri (UFRC), que terá sede em Juazeiro do Norte. Ela será instalada na atual estrutura do campus Cariri, pertencente à Universidade Federal do Ceará (UFC), que por sua vez ganhará a ampliação de mais dois campi.

    O Estado ganhou ainda a instalação de seis Institutos Federais de Educação Tecnológica, nos municípios de Maranguape, Boa Viagem, Itapipoca, Horizonte, Paracuru e Acopiara.

    O Plano de Expansão prevê a instalação entre o quadriênio 2011/2014, por intermédio do Ministério da Educação, de 201 novas unidades da Rede, sendo 81 já em processo de implantação e 120 novos termos de adesão assinados ontem em Brasília. A Universidade Federal do Ceará transfere três de seus campi para a Universidade Federal da Região do Cariri: Cariri, Barbalha e Crato.

    Outras 12 universidades federais, de 11 estados, ganharão 15 novos campi, completando 27 unidades: no Pará (1); na Bahia (2); no Ceará (2); em Pernambuco (1); em Goiás (2); no Maranhão (1); no Mato Grosso (1); em Minas Gerais (2); em São Paulo (1); em Santa Catarina (1); e no Rio Grande do Sul, (1).

    Até o final de 2012, segundo o Ministro da Educação, Fernando Haddad, o governo federal deverá concluir a implantação de outras 20 unidades, distribuídas entre 12 universidades federais nas regiões Norte, Nordeste, Sul e Sudeste, atendendo 20 municípios de oito Estados.

    Sobre os investimentos, ele explicou que o gasto para a implantação de cada instituto federal é R$ 7 milhões, enquanto um campus universitário custa de R$ 15 milhões a R$ 20 milhões.

    Os 120 municípios que vão receber escolas técnicas do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) foram selecionados a partir de diversos critérios, entre eles, o percentual da população em extrema pobreza.

  • Stenio Neves Gameleira said:

    A FACIB E O ENSINO SUPERIOR NA IBIAPABA

    A luta pela implantação do Ensino Superior na Região da Ibiapaba começou por volta de 1985 com a criação da Fatec – Faculdade de Teologia Cristã, ofertando cursos livres de Teologia e Filosofia no Município de São Benedito.
    Eram tempos difíceis, pois o Brasil ainda ensaiava os primeiros passos do Processo de Democratização. Apesar do regime em vigência as IES – Instituições de Ensino Superior geralmente nasciam livres, a partir da organização de intelectuais que tinham como objetivo comum a formação educacional do povo.
    As instituições surgiam e com muito trabalho fincavam as suas bases até conquistarem a sua autonomia junto ao MEC – Ministério da Educação. Muitas dessas instituições conquistaram o seu reconhecimento após longos anos de Ação Acadêmica.
    A Fatec nasceu neste contexto até que veio a Nova LDB no ano de 1996, fruto do Processo de Democratização do País.
    A Nova LDB possibilitou grandes conquistas no Setor Educacional, entretanto a Burocratização das ações sociais e políticas se fortaleceu na mesma proporção. As IES só poderiam iniciar as suas atividades mediante Autorização do Poder Público.
    Diante do novo quadro, no ano de 1999 a Fatec é extinta e nasce a Facib – Faculdade da Ibiapaba, visando o enquadramento às novas regras que passaram a normatizar o Ensino Superior no Brasil.
    A visita do então Ministro da Educação, Paulo Renato de Sousa a São Benedito foi a Pedra Fundamental para a materialização deste antigo sonho que foi Protocolado sob o nº 23000.005792/200-12 no dia 20 de Junho de 2000 às 17:07:03 hs no MEC – Ministério da Educação – Secretaria Executiva – Subsecretaria de Assuntos Administrativos, posteriormente publicado no DOU – Diário Oficial da União do dia 27 de Novembro de 2000 – Seção 2 – Página 07 – Portaria 3.482.
    No dia 30 de Novembro de 2000, o MEC, através do DEPES – Departamento de Ensino Superior encaminha o Ofício de nº 13.803/00 autorizando a Comissão Verificadora a fazer o trabalho de Avaliação in-loco das condições de funcionamento que teve início em 24 de Janeiro de 2001 e conclusão em 27 de Fevereiro de 2001, cujo Relatório culminou no Conceito Global Final do Curso com a Classificação “B” que foi comemorado com euforia pelo grupo de educadores que iniciaram esta empreitada.
    A partir disto a tão sonhada Autorização que deveria ocorrer impreterivelmente até o dia 27 de Março de 2001 não aconteceu. Esperado 120 dias a Facib iniciou as suas atividades e até hoje aguarda que o MEC formalize o pleito que deveria ter ocorrido no ano de 2001. Os 10 anos que se seguiram foram marcados por intensas perseguições materializadas sob a forma de denúncias caluniosas, de cunho notadamente político. Situação inaceitável num País que dava os primeiros passos rumo a Democracia.
    A verdade é que a Facib ao longo desses anos, ofertando apenas 1 Curso, já Graduou cerca de 9.473 alunos em ações conjuntas com a Urca – Universidade Regional do Cariri e UCB – Universidade Castelo Branco, amparada pelo Parecer 313/2002 que foi reexaminado pelo Parecer 202/2003 homologado finalmente pelo Ministro Tarso Genro do MEC – Ministério da Educação, devidamente publicado no DOU – Diário Oficial da União do dia 13 de Abril de 2004 – Seção 1 – Página 07 – Portaria 978.
    A luta não acabou e até hoje implementamos ações individualizadas junto ao MEC para regularizar a situação da Facib e muitas são as promessas de solução.
    O que falta mesmo são ações sociais e políticas favoráveis, capazes de combater com o mesmo vigor as ações contrárias ao processo de inclusão universitária de uma região com grande potencial de desenvolvimento.
    O que temos aqui é um breve relato do que poderá se tornar o embrião experimental da futura Universidade da Ibiapaba, que abrirá as portas para o ingresso e surgimento de outras instituições, transformando a região num pólo universitário.

    Stenio Neves Gameleira
    Diretor Geral
    FACIB – Faculdade da Ibiapaba

FAZER UM COMENTÁRIO

Participe. Deixe seu comentário aqui