Folha Ubajarense » Valdir Passos recebe Título Honorífico
Entrevistas e Homenagens

Confira as entrevistas concedidas ao Jornal Folha Ubajarense. Em breve a sessão Homenagem Póstuma estará disponível

Ibiapaba online

Notícias da Ibiapaba:Viçosa do Ceará, Tianguá, Ubajara, Ibiapina, São Benedito, Guaraciaba do Norte e Carnaubal

Polícia

O interior do Estado do Ceará não é mais o mesmo. Violência, criminalidade e acidentes no trânsito fazem parte da rotina

Ubajaridade

A essência de ser ubajarense permanece arraigada nos habitantes dessa cidade pacata e de clima agradável

ümor

Artigos, Crônicas, Piadas. Tudo aquilo que você não precisa saber para viver com dignidade e qualidade de vida está aqui

الرئيسة » Ubajaridade

Valdir Passos recebe Título Honorífico

أرسلت بواسطة Monique Gomes في terça-feira, 30 agosto 2011تعليق واحد

Rdo Valdir de Oliveira Duarte Passos. FOTO:MONIQUE GOMES

Depois do Coronel Fco Cavalcante de Paula Neto receber o título de Cidadão Ubajarense na Câmara de Vereadores, em dezembro de 2009, mais um membro da Família Cavalcante foi homenageado: Raimundo Valdir de Oliveira Duarte Passos, Delegado Regional natural de Cedro que contribuiu para manter a ordem do município e adotou Ubajara como terra mãe. A sessão solene aconteceu no dia 25 de agosto, no auditório da Casa Legislativa. Leia, na íntegra, o discurso preparado por Valdir Passos, o mais novo Ubajarense:I

I“Nos idos de 1960, em razão de um convite feito por dois amigos ubajarenses, Armando Miranda, “de saudosa memória” e Adauto Alcântara, tal qual o Marechal Rondon, desbravei esta terra abençoada por Deus, onde conheci e deixei alguns amigos.I

A Praça da Matriz, nessa época, era uma atração onde ali se reuniam, às primeiras horas da noite, moças e rapazes para o passeio em volta da praça e a “paquera” tinha o seu tom maior. Foram poucos dias, mais bem aproveitados, nasceu em mim uma imorredoira paixão, não só pelo seu povo, como também pelas belezas naturais desta terra. Quis porém, o destino, que em uma bela manhã, na Rua Guilherme Rocha, em Fortaleza, conhecesse uma jovem ubajarense, que mais tarde tornou-se minha legítima esposa e, com isso, passei a frequentar Ubajara com assiduidade. Completou-se, portanto, o ciclo que faltava para concretizar a paixão que já existia desde a época do primeiro passeio. Em 1970, quando casei-me com Zulma Cavalcante de Paula Passos, filha do Cel. Francisco Cavalcante de Paula que, como eu, apaixonou-se por essa maravilhosa terra, e a partir daí, minhas idas e vindas têm sido uma constante. Apesar de ser longínquas plagas, do Sul do Estado – Cedro, tomei Ubajara como uma mãe bondosa para com seus filhos.I

Zulma Cavalcante e Valdir Passos

Ao ser nomeado para a Delegacia Regional de Polícia Civil, em Tianguá, cuja área de abrangência se estende por onze municípios da Serra Grande, preferi fixar residência em Ubajara durante os três anos que ali exerci meu mister, tamanho é o meu amor por esta terra e sua gente. Como Delegado Regional, cuidei especialmente de Ubajara e impus um trabalho em prol da comunidade, efetuando blits e outros trabalhos de natureza policial. Como se sabe, Ubajara é uma cidade pacata, ordeira e acolhedora para com os visitantes, não dando guarida a bandidos e a elementos malfeitores.I

Ao tomar conhecimento, através da mesa Diretora deste nobre Poder Legislativo, para receber a comenda de Cidadão Honorífico de Ubajara, conferido através da Lei n. 894/2010, fiquei deveras envaidecido e emocionado.I

O autor da proposta, o edil Cláudio Mesquita, dinâmico prócer político inconteste, cidadão, granjeando uma enorme liderança no campo de ação, trazendo à comunidade que representa benefícios para os seus liderados, trabalhando diuturnamente, em prol daqueles que lhes confiaram a representabilidade, especialmente, o povo de Cajueiro.I

Com este título nobilitante de Cidadão Ubajarense, coroei de êxito o meu anseio e enchi de alegria o meu coração. Portanto, com o simpático ato desta seleta edilidade, cumprimento e agradeço a todos, especialmente ao ilustre vereador Cláudio Mesquita, autor da proposta, que me fez orgulhoso em ser Ubajarense”.I

تعليق واحد »

  • Monique Gomes said:

    Antes que os inteligentíssimos leitores observem que aqui não tem o registro de outras pessoas que também receberam o título honorífico: a Câmara de Vereadores não se interessou pela cobertura da sessão solene no Jornal Folha Ubajarense. Topei com Valdir no centro de Ubajara, ele me contou da homenagem e eu me ofereci para publicar o discurso.

FAZER UM COMENTÁRIO

Participe. Deixe seu comentário aqui