Folha Ubajarense » Desvio de dinheiro público causa prisão de 12 pessoas na Ibiapaba
Entrevistas

Confira as entrevistas concedidas ao Jornal Folha Ubajarense. Em breve a sessão Homenagem Póstuma estará disponível

Ibiapaba online

Notícias da Ibiapaba:Viçosa do Ceará, Tianguá, Ubajara, Ibiapina, São Benedito, Guaraciaba do Norte e Carnaubal

Polícia

O interior do Estado do Ceará não é mais o mesmo. Violência, criminalidade e acidentes no trânsito fazem parte da rotina

Ubajaridade

A essência de ser ubajarense permanece arraigada nos habitantes dessa cidade pacata e de clima agradável

ümor

Artigos, Crônicas, Piadas. Tudo aquilo que você não precisa saber para viver com dignidade e qualidade de vida está aqui

الرئيسة » Ibiapaba online

Desvio de dinheiro público causa prisão de 12 pessoas na Ibiapaba

أرسلت بواسطة في sexta-feira, 2 setembro 201122 تعليقات

Os acusados estão presos na Delegacia de Capturas e Polinter (Decap) desde o dia 31. Reportagem do Diário do Nordeste

 Doze pessoas, entre gestores públicos e seus familiares, além de empresários, foram presas, ontem, numa operação montada pelas polícias Civil e Federal, com o apoio do Ministério Público Estadual através da sua Procuradoria de Combate aos Crimes Contra a Administração Pública (Procap). A ação aconteceu, simultaneamente, em Fortaleza e nos Municípios de São Benedito, Tianguá e Ibiapina, na Região da Ibiapaba.I 

 A ordem partiu da Justiça com base em investigações que apuram novos desvio de verbas públicas através de fraudes em licitações para a contratação de serviços de construção civil, mão-de-obra e locação de veículos. Os prejuízos para os cofres públicos podem alcançar a cifra de R$ 30 milhões.I 

 A juíza de Direito Ana Paula Feitosa de Oliveira, atualmente respondendo pela titularidade da Comarca de Ibiapina (a 319Km de Fortaleza) assinou as 13 ordens de prisão temporária. Apenas uma não foi cumprida.I 

 Operação 

 No começo da manhã, equipes da PF e da Polícia Civil (Divisão de Homicídios, Divisão Antissequestro e Departamento de Polícia Especializada/DPE) saíram às ruas da Capital e dos outros três Municípios para prender os acusados de envolvimento no esquema fraudulento. Trata-se, segundo o Ministério Público, de um desdobramento das operações ´Províncias I e II´.I 

 Os 13 acusados de envolvimento no crime foram identificados como, Antônia Daniele Gomes Nunes, Carlos Kennedy Fortuna de Araújo, Ediglê Franklin de Viterbo, Francisco Ferreira Pinto, Francisco Reginaldo Rodrigues Nunes, Gilberto Moita Filho, José Maria Maranguape, Maria Aparecida Ferreira Pinto, Manoel Rosendo César Júnior (secretário de Cultura de Ibiapina), Raimundo de Aguiar Gomes, Rodrigo Fortuna de Araújo, Sidney Rodrigues Fortuna e Victor Castro Moita. Os acusados estão presos na Delegacia de Capturas e Polinter (Decap) desde a manhã do dia 31 de agosto. A segurança ali foi reforçada e, logo mais, os suspeitos serão levados para depor na PGJ.I 

 Além das prisões, foram realizadas várias diligências para o cumprimento de mandados de busca e apreensão nas residências e sedes de empresas dos acusados do esquema fraudulento. Todo o material confiscado e as 12 pessoas detidas foram encaminhados à sede da Procuradoria Geral da Justiça (PGJ), nesta Capital, onde, na manhã de hoje, começa a fase dos interrogatórios e acareações.I 

 Os promotores de Justiça do Procap reuniram, ao longo dos últimos meses, um elenco de provas contra os suspeitos. A investigação teve início através da portaria de número 01/2011, e resultou na instauração do processo de número 3422-88.2011.8.06.0087.I 

 No fim da manhã, uma intensa movimentação de advogados e familiares dos indiciados foi registrada na sede da PGJ. Os presos ficaram recolhidos em salas isoladas para que não mantivesse conversas entre eles. Em seguida, foi determinado que todos fossem logo transferidos para a Delegacia de Capturas e Polinter (Decap), Centro, onde permanecem em celas especiais. Por volta das 8 horas de hoje, eles começam a ser levados para a PGJ, sob escolta, em viaturas da Polícia Civil.I 

  O esquema de fraudes em licitações públicas nas prefeituras de Tianguá, Ibiapina e São Benedito já vinha sendo apurado desde o começo do ano. Alguns dos acusados presos ontem já haviam sido detidos em outra operação que ocorreu no dia 28 de junho último. Entre eles, estão os empresários Gilberto Moita Filho e Victor de Castro Moita, ambos filhos do ex-prefeito de Tianguá, Gilberto Moita. Depois de algumas semanas na cadeia, eles foram libertados através de habeas corpus impetrados junto ao Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE). Mas, ontem, voltaram a ser levados para a prisão, agora por ordem da juíza de Ibiapina.I 

 Segundo o promotor de Justiça Ricardo Rocha, cerca de 50 por cento dos 184 Municípios cearenses foram ´alvo´ do desvio de verbas públicas através de suas prefeituras que contrataram, ilicitamente, empresas privadas para a prestação de serviços diversos, desde limpeza, construção de obras e até contratação de publicidade e carros.I 

 O esquema criminoso teria como principal implicado o empresário Raimundo Morais Filho, o ´Moraisinho´, preso preventivamente desde o ano passado e, atualmente, recolhido, por razões de segurança, na sede da Delegacia Geral da Polícia Civil.I 

 Após ter aderido à delação premiada, ele teria fornecido às autoridades todas as informações sobre as prefeituras e seus gestores que participavam do esquema de enriquecimento ilícito por meio de fraudes em licitações, contratação de empresas ´fantasmas´, falsificação de documentos e utilização de ´laranjas´ para abertura de empresas e contas bancárias.I 

 Entre as prefeituras que já foram ´alvo´ das investigações e operações da Procap com a Polícia Federal, Polícia Civil, Ministério Público Federal (MPE), Controladoria Geral da União (CGU) e Tribunal de Contas dos Municípios estão, Senador Pompeu, Tianguá, Santana do Acaraú, Ibiapina, Nova Russas, Ibaretama, Icapuí e Boa Viagem.Reportagem do Diário do Nordeste. Fernando Ribeiro, editor de Polícia.I 

Lista de Acusados Presos 

Carlos Kennedy Fortuna de Araújo – Sócio da empresa Viçosel Serviços.I 

Rodrigo Fortuna de Araújo – Irmão de Carlos Kennedy e sócio da Viçosel.I 

Maria Aparecida Ferreira Pinto – Proprietária da empresa de eventos MAF Pinto.I 

Sidney Rodrigues da Silva – Proprietário da empresa de eventos AS Produções.I 

Edgley Franklin – Pregoeiro da Prefeitura de Ibiapina.I 

Francisco Reginaldo Rodrigues Nunes – Proprietário da empresa de locação de veículos Francisco Reginaldo Rodrigues – ME.I 

Raimundo Aguiar Gomes – Proprietário da empresa de eventos R. Aguiar Gomes.I 

Francisco Ferreira Pinto – Proprietário da empresa de eventos Mega Produções e Eventos.I 

Antônia Daniele Nunes – Proprietária da empresa de eventos Mega Produções e Eventos.I 

Gilberto Moita Filho – Acusado de envolvimento com a Alocar Veículos.I 

Vitor Moita – Irmão de Gilberto, envolvido com a Alocar Veículos.I

22 تعليقات »

  • FABIO BARROS said:

    Que beleza! É isso que todo mundo espera: o estado agindo, pondo corrupto atrás das grades. Cadeia foi feita para bandido, não importando a sua classe social.
    Uma pena que a lei não permita que fiquem presos por muito tempo. Muitos serão postos em liberdade em breve e o processo seguirá na justiça, com seus infindáveis recursos. De qualquer forma, no mínimo, essa operação tem um caráter “educativo”.
    Parabéns ao MPE, aos magistrados corajosos e à polícia.

  • Bezerra said:

    TODOS SÃO IGUAIS. A ÚNICA DIFERENÇA É QUE UNS VÃO PEGOS OUTROS NÃO

  • claudio gomes said:

    Que além de irem pra cadeia, devolvam o dinheiro público

  • veronica said:

    É muito bom ver o desempenho quando o governo deixa a Polícia Federal trabalhar. Isso não acontecia no governo do PSDB (FHC) que se aperfeiçoava em blindar as elites do seu entorno.
    Parabéns aos empenhados em fiscalizar e punir esses bandidos de roupas de grifes, corruptos inescrupulosos. Eca!

  • Rebeca Alcantara said:

    Interessante é que parece que nesses municipios não tem prefeitos!!sequer são citados….e a gente sabe que tudo é feito sob o mando e o julgo de cada um dos seus titulares…ai ai….prá mim isso é tapar o sol com a peneira e o povo ainda acha uma beleza.

  • ?????????????? said:

    Que massa .So que vai preso é laranja não peixe grande que desvia dinheiro pra fora do pais em paraisos fiscais e roubo contianua so quem com outros laranjas

  • INFORMATIVO said:

    PARABENIZO AS POLICIAS CÍVIL E FEDERAL, AO MPE E PRINCIPALMENTE AO PROCAP, COM SEUS PROCURADORES, QUE ESTÃO MOSTRANDO SERVIÇO. MAS CONFESSO QUE FIQUEI UM POUCO TRISTE E DECEPCIONADO, POIS PULARAM NOSSA QUERIDA CIDADE UBAJARA E NÃO FIZERAM NENHUMA PRISÃO AQUI. MAS DIZEM AS MÁS LÍNGUAS, QUE NÃO REALIZARAM NENHUMA PRISÃO AQUI, PORQUE NÃO HAVIA VIATURAS SUFICIENTES. MAS QUE NÃO SE PREOCUPEM OS LARANJAS DA UBAJARA, QUE ESSA OPERAÇÃO AINDA CHEGA POR AQUI.

  • Monique Gomes (author) said:

    Olha aí quem voltou a dar o ar da graça… Informativo, apesar de tudo, você é bem-vindo aqui. Eu pensei a mesma coisa: por que pularam Ubajara? Mistério… mas dizem que está prevista uma fiscalização aqui em breve

  • Monique Gomes (author) said:

    Rebeca, eu acho que isso acontece porque o culpado da história é sempre o mordomo rsrs. Sério, é preciso que a gente atente para o fato de que existem muitas suspeitas de corrupção mas, para a justiça, se é que ela existe, é preciso uma comprovação – e essas pessoas que são presas assinaram documentos, empenhos, licitações, que refutam o superfaturamento das notas. Por isso elas são presas.

  • Informativo said:

    Obrigado Monique, prometo que vou tentar me conter, e buscar somar mais do que subtrair.

  • Lena said:

    Espero que seja o mais rápido possível, feita essa operação em Ubajara. Pois aqui não será preso só 19 pessoas . Parabéns a polícia civil , federal e mais ainda ao MPE.

  • Expedito said:

    Todos nós sabemos que existe um verdadeiro mar de roubo na cidade de Ubajara, porém ninguém se manifesta em ir ao um determinado órgão ou ligar para um disque denúncia e falar que tudo bem não tenho provas mas vá nessa cidade(Ubajara) faça algumas averiguações, veja se encontra vestigios de irregularidades nas licitações, nos aluguéis de transportes escolares e nas locações dos carros e caminhões que “trabalham para algumas secretarias”; Você mesmo Monique, poderia informar um 0800(sai mais barato) para a população de Ubajara poder fazer sua denuncia se identificando ou não. Os vereadores de oposição(se é que já não foram comprados)são muito fracos, eles devem ter acesso a documentos, eles devem saber quem são os laranjas, quem recebe a bolada para dividir com os cabeças, não sei o que a população espera para para faze isso. esperar que o prórpio executive solicite a Policia Federal que venha ao municipio fiscalizar o que está acontecendo é querer demais. Monique sou ingenuo a respeito dessas maracutais que aconteceram em Ibiapina, porém tenho dúvidas se realmente o prefeito sabia dessas contravenções, dessas empresas fantasmas que existem só no papel. Por falar em emrpesa fantasma, passando por Ubajara diversas vezes verifiquei uma empresa que nunca abre as portas, deve ser Fantasma né?

  • martonio said:

    oq q nao passaram em ubajara?a molekada de ubajara ta tudo rico com dinheiro do povo …

  • Esperando a justiça divina said:

    É importante lembrar que as pessoas foram detidas para esclarecimentos. Isso não indica que são culpados. Concordo com a Rebeca quando ela fala que os prefeitos não são citados. É uma vergonha porque os verdadeiros culpados estão comendo caviar e tomando vinho.

  • FABIO.BARROS said:

    A operação não passou por Ubajara e isso é ruim porque a investigação perde o seu fator surpresa, dando tempo aos corruptos para a ocultação de provas.
    Concordo com o Expedito. Acho que podemos agir e não ficar só na indignação. O canal de denúncia – para aqueles que tem indícios contundentes (cuidado, é preciso ter responsabilidade na hora de denunciar sob pena de cometer crimes como calúnia, por exemplo ou de perder a credibilidade, como denúncias de interesse meramente político) – é o promotor de Ubajara.
    É dele essa responsabilidade inicial. Caso não assuma tal responsabilidade, podemos entrar em contato direto com a ouvidoria do MPE-CE, denunciando inclusive a sua omissão. Telefones da ouvidoria : 0800.2811553; (85) 3253.1553; (85) 3452.1562.

  • francisco said:

    qldo sera a faxina em ubajara?qldo os laranjas vao viar suco kkkkké bom se divertir com o dinheiro do povo mais agora devem tha todos com medo…é uma vergonha p ubajara um bando de lizo agora tao tudo rico mais a hora deles tha xegando .

  • Monique Gomes (author) said:

    Ótima informação, Fábio

  • Huston said:

    Notícia bastante motivadora para quem está tentando crescer na vida honestamente. Esse tipo de crime, com o dinheiro público, é tão comum que muitas pessoas acham até normal. Não é normal! É um absurdo! Parabéns ao MP e aos demais órgãos envolvidos na operação e continuem vigilantes.

  • Marcela said:

    Em Tiangua:Gil ex- prefeito… filhos corruptos e presos,
    e em Ubajara qual sera o final dessa
    ?”historia”

  • Pequin said:

    Em Ubajara, provavelmente vai dar um “nada consta”.

  • Informativo said:

    Fábio suas informações são precisas e validas. Mas infelizmente em Ubajara nós não temos alguém que promove a Justiça, como o cargo diz. Pelo contrário, há indícios de que a pessoa que ocupa esse cargo aqui em Ubajara, faz vista grossa e seja conivente com o que acontece. Lembro-me de uma vez, que ele foi à rádio club fm, para responder os questionamentos de famílias que foram cortadas do programa Bolsa Família e até hoje não deu em nada. Mas nós não podemos esperar muito de alguém amoral, que em sua vida particular tenha uma conduta duvidosa..

  • George P Rodrigues said:

    Eu estou aqui só esperando quando vai ser a investida em ubajara,eu até estou vendo a cara dos caras de pau tapando a cara com óleo de peroba. Pra cima deles senhor da canoa!!!

    Jorjão

FAZER UM COMENTÁRIO

Participe. Deixe seu comentário aqui