Folha Ubajarense » Impostômetro, por Luciano Pires
Entrevistas e Homenagens

Confira as entrevistas concedidas ao Jornal Folha Ubajarense. Em breve a sessão Homenagem Póstuma estará disponível

Ibiapaba online

Notícias da Ibiapaba:Viçosa do Ceará, Tianguá, Ubajara, Ibiapina, São Benedito, Guaraciaba do Norte e Carnaubal

Polícia

O interior do Estado do Ceará não é mais o mesmo. Violência, criminalidade e acidentes no trânsito fazem parte da rotina

Ubajaridade

A essência de ser ubajarense permanece arraigada nos habitantes dessa cidade pacata e de clima agradável

ümor

Artigos, Crônicas, Piadas. Tudo aquilo que você não precisa saber para viver com dignidade e qualidade de vida está aqui

الرئيسة » Opinião

Impostômetro, por Luciano Pires

أرسلت بواسطة Monique Gomes في domingo, 25 setembro 20112 تعليقات

A Associação Comercial de São Paulo instalou no centro financeiro da cidade um grande placar luminoso chamado Impostômetro. O placar mostra em tempo real a quantidade de dinheiro arrecadada em impostos no país. No dia 13 de setembro de 2011 chegou à marca de R$ 1 trilhão no ano. Quer ver quanto é um trilhão? É isto: R$ 1.000.000.000.000,00…I

A marca foi atingida 35 dias mais cedo que em 2010, indicando aumento de velocidade na arrecadação. Estimativas calculam que o brasileiro trabalha cerca de 150 dias por ano apenas para pagar impostos.I

Um material que circula pela internet, chamado CARREGANDO O ELEFANTE, tem um raciocínio interessante logo na abertura:I

Digamos que você receba de salário R$ 5 mil por mês. Impostos como o de Renda e o INSS, levarão 35% para o governo. Restarão R$ 3.250,00 que você usará para comprar os produtos e serviços que precisa e sobre os quais tornará a pagar impostos. O IBPT – Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário elaborou uma tabela mostrando quanto pagamos de impostos quando compramos alguns produtos. É bom saber:I

Produtos alimentícios básicos: Carne bovina, 18,63%. Frango, 17,91%. Peixe, 18,02%. Sal, 29,48%. Trigo, 34,47%. Arroz, 18%. Óleo de soja, 37,18%. Farinha, 34,47%. Feijão, 18%. Café, 36,52%. Açúcar, 40,4%. Leite, 33,63%. Macarrão, 35,20%. Biscoito, 38%.I

Passagens aéreas,  8,65%. Transporte rodoviário interestadual de passageiros, 16,65%; transporte urbano, 22,98%. Medicamentos, 36%. Conta de água,  29,83%. Conta de luz, 45,81%. Conta de telefone, 47,87%. Cigarro, 81,68%. Gasolina, 57,03%. Achocolatado, 37,84%. Ovos, 21,79%. Frutas, 22,98%. Detergente, 40,50%. Sabão em pó, 42,27%. Desinfetante, 37,84%. Água sanitária, 37,84%. Sabonete, 42%. Shampoo, 52,35%. Condicionador, 47,01%. Desodorante, 47,25%. Aparelho de barbear, 41,98%. Papel Higiênico, 50%. Pasta de dentes, 42,00%.I

Material escolar. Caneta, 48,69%. Lápis, 36,19%. Borracha, 44,39%. Papel sulfite, 38,97%. Mochilas, 40,82%. Régua, 45,85%. Pincel, 36,90%.I

Bebidas. Água, 45,11%. Cerveja, 56%. Cachaça, 83,07%. Refrigerante, 47%. I

Digamos que você precise de R$ 2.000,00 para cobrir esses gastos básicos. Desse valor, em média 40% serão impostos: R$ 800,00.  Os produtos e serviços propriamente consumirão R$ 1.200,00. Daqueles R$ 3.250,00 restaram R$ 1.250,00…I

É desse dinheiro que você terá que tirar escola, saúde, transporte e outros serviços que o governo deveria entregar em troca dos impostos pagos, mas que não entrega ou entrega com um nível de qualidade horroroso, obrigando você a buscar em outras fontes por sua conta. Em média, você gastará mais R$ 1.200,00.I

Resumindo: dos R$ 5.000,00 que você recebeu pelo seu trabalho, R$ 2.550,00 foram para Impostos, R$ 1.200,00 para serviços que o governo deveria proporcionar, R$ 1.200,00 em produtos e serviços que você precisa para viver e R$ 50,00 restaram para você torrar com mulheres, bebidas e jogo.I

Mas aguarde. Vem aí uma nova CPMF.I

Como anda seu importômetro?I

Impostômetro, por Luciano Pires. Luciano Pires é um profissional de Comunicação (começou como cartunista, escritor, radialista e podcaster) que por 26 anos foi executivo de marketing (12 dos quais na função de diretor) de uma multinacional de autopeças. Em 1993 começou a realizar palestras e já atendeu centenas de empresas pelo Brasil, como Petrobras, Vale, ABN, VW, Itaú, Unilever com suas provocativas abordagens do jeito brasileiros de administrar negócios.É editor do portal Café Brasil. Os artigos aqui publicados, bem como os comentários dos leitores, não representam necessariamente a opinião do Jornal Folha Ubajarense. Envie seu artigo para o e-mail da Redação: folhaubajarense@yahoo.com.br

2 تعليقات »

  • Expedito said:

    Vocês querem o que? Tem que ter muito dinheiro mesmo, como é que vais desviar o dinheiro se fosse pouco, ia doer logo logo na vista né.

  • Clarindo said:

    Luciano, agora é preciso criar também o sonegometro, para medir o tamanho da sonegação de imposto no Brasil. Mas, acho que o problema do Brasil não é a carga tributária, mas a injustiça dessa carga. Os pobres e a classe média pagam mais que os ricos. O Brasil não é campeão em impostos como querem nos fazer crer. Nós estamos atrás de países como a Dinamarca, a Itália e outros importantes.

FAZER UM COMENTÁRIO

Participe. Deixe seu comentário aqui