Folha Ubajarense » Encanto da vida, por Edmundo Macedo – in memoriam
Entrevistas e Homenagens

Confira as entrevistas concedidas ao Jornal Folha Ubajarense. Em breve a sessão Homenagem Póstuma estará disponível

Ibiapaba online

Notícias da Ibiapaba:Viçosa do Ceará, Tianguá, Ubajara, Ibiapina, São Benedito, Guaraciaba do Norte e Carnaubal

Polícia

O interior do Estado do Ceará não é mais o mesmo. Violência, criminalidade e acidentes no trânsito fazem parte da rotina

Ubajaridade

A essência de ser ubajarense permanece arraigada nos habitantes dessa cidade pacata e de clima agradável

ümor

Artigos, Crônicas, Piadas. Tudo aquilo que você não precisa saber para viver com dignidade e qualidade de vida está aqui

الرئيسة » Opinião

Encanto da vida, por Edmundo Macedo – in memoriam

أرسلت بواسطة Monique Gomes في domingo, 23 outubro 2011تعليق واحد

É contigo, Pousada da Neblina, que venho conversar nesta manhã de Porto Feliz.  Despertei de um sonho calmo, com a certeza de que se a morte tivesse acontecido nesse transe quieto, estaria envolto em teus abraços.I

Senti n´alma, ao acordar, tua presença afetiva, igual a tranquilidade dos justos e a euforia dos vitoriosos.I

O amor como disse o poeta: “nasce nos olhos e vai direto ao coração”. Enquanto não o confessamos, arde impiedoso. No momento exato que o declaramos se transforma no maior bem da terra.I

Pousada da Neblina, eu te amei desde o instante que te conheci. Estavas lindérrima com teu vestido verde, aquele verde das árvores onde as folhas de todos os tamanhos se inclinavam ao teu redor, tentando esconder o decote ousado do teu busto que arfava de felicidade.II

Lembro, havia muito som. Vinha das graúnas, dos cupidos, canários, cardeais, bem-te-vis e dos beija-flores que surdinavam e gorjeavam pelas quebradas da Serra Grande.I

Ficaste excitante, qual gaivota perdida descansando por alguns segundos no teu corpo envolvente. Não conseguiste sustar por mais tempo a neblina que diluía no ar.I

Nem mesmo o sol ao aparecer ocultava tua graça. A impressão que eu tive ao ver o astro rei todo iluminado, era de que ele se igualava aos conquistadores sensíveis em busca de emoções.I

Aprendi que a “saudade é um mal que é um bem e tristeza que sorri dentro de nós”. Escute: em dezembro irei ao teu encontro. Bem próximo da tua magia hei de sentir a poesia do teu silêncio e da tua paz. Nesta oportunidade abraçarei teu bem amado, criatura entusiasta que te projetou no mundo das revelações. Ele, sem ser engenheiro, artesão ou decorador, foi um vidente corajoso que transformou terrenos charcosos em passarelas, onde a arte e o feitiço se curtem infinitamente. Eu o conheço desde menino, indo e vindo pelas ruas de Ubajara brincando com o tempo.I

Hoje, fazes parte do roteiro de milhares de turistas, que, fugindo das batalhas, das dúvidas, das canseiras, solidão e desamor, encontram em ti o refúgio perfeito para sentir momentos felizes, belos e tranquilos. Como vês, tens um destino nobre a cumprir: sustar as tristezas, enaltecer as obras de Deus e glorificar cada dia que vivemos.I

Na entrada do ano novo, ao surgir o sol estarei do teu lado e de tantos amigos brindando seu charme.I

É que no subir da serra da Ibiapaba sentirei no peito a aragem do teu clima abençoado. Ao colocar meus pés nesta Ubajara que tanto amo, seguedarei em teus ouvidos: tirai do coração o amor ao belo e tira-nos a todo o encanto da vida.I

.

 

 
Edmundo Macedo nasceu em Ubajara no dia 20 de Novembro de 1923. Filho de Francisco Bahé Macedo e Francelina de Oliveira Lima. Gerenciou empresas conceituadas em São Paulo. Durante a aposentadoria, voltou para a terra natal, onde atuou como professor de História nas escolas municipais. Editou com Monique Gomes o Informativo O Senhor da Canoa, impresso de periodicidade trimestral. O presente texto foi escrito em Dezembro de 1995. Edmundo Macedo faleceu no dia 1º de Outubro de 2004.I

تعليق واحد »

  • Luciano Jácome de Mélo said:

    Gostaria de saber com quem ficou os períodicos Senhor da Canoa, que o Mestre Edmundo Macedo, com seu talento jornalístico, publicou. Ubajara precisa desse registro. Grato. Ajudem Ubajara a resgatar esse arquivo.
    Grato.

FAZER UM COMENTÁRIO

Participe. Deixe seu comentário aqui