Folha Ubajarense » Desculpe a sinceridade, por Monique Gomes
Entrevistas e Homenagens

Confira as entrevistas concedidas ao Jornal Folha Ubajarense. Em breve a sessão Homenagem Póstuma estará disponível

Ibiapaba online

Notícias da Ibiapaba:Viçosa do Ceará, Tianguá, Ubajara, Ibiapina, São Benedito, Guaraciaba do Norte e Carnaubal

Polícia

O interior do Estado do Ceará não é mais o mesmo. Violência, criminalidade e acidentes no trânsito fazem parte da rotina

Ubajaridade

A essência de ser ubajarense permanece arraigada nos habitantes dessa cidade pacata e de clima agradável

ümor

Artigos, Crônicas, Piadas. Tudo aquilo que você não precisa saber para viver com dignidade e qualidade de vida está aqui

الرئيسة » Opinião

Desculpe a sinceridade, por Monique Gomes

أرسلت بواسطة Monique Gomes في domingo, 13 novembro 20112 تعليقات

O Turismo de Eventos é um dos principais segmentos do turismo capaz de trazer desenvolvimento socioeconômico local e regional, além de outros benefícios não só para o turista, mas para toda a população, principalmente nos quesitos autoestima, emprego e renda.I

Mesmo apesar de algumas dificuldades, Ubajara tem conseguido manter uma agenda de eventos tradicionais no calendário anual, como é o caso da FEPAI – Feira de Negócios da Ibiapaba, Exposição Agropecuária, entre outros. A edição 2011 da FEPAI trouxe uma sacada genial: o Festival de Moda da Ibiapaba. É incontestável que as mulheres são consumidoras vorazes e a Feira precisa gerar vendas, sobretudo porque os parceiros investem na compra de estandes como uma estratégia de marketing que precisa mostrar resultados.I   

Eu sou uma grande fã da Feira. O nome FEPAI tem uma identidade muito forte com as lembranças boas de Ubajara. Mas eu não poderia deixar de tornar pública a minha opinião sobre os erros que há anos são repetidos, especialmente com a publicidade precária e a ausência de assessoria de imprensa. O exemplo relatado aqui serve para todos os eventos existentes no calendário anual do município de Ubajara.I

Tenho um sistema de busca automático que traz qualquer notícia de Ubajara diretamente para meu e-mail. Foi assim que chegou o link FEPAI 2011 MOVIMENTA A SERRA DA IBIAPABA, publicado pela Agência SEBRAE no dia 31 de outubro, ou seja, TRÊS DIAS ANTES do evento. Cartazes, folhetos ou outdoors também foram veiculados em cima da data da feira. Isso é extremamente prejudicial para o município, porque não atrai turista – a menos que eles sejam videntes, para prever a melhor época de visitar a Ibiapaba. Não dá para pensar em desenvolvimento sem a presença ilustre dos turistas. Os hotéis e restaurantes deveriam estar superlotados dias antes do evento, o que não aconteceu nem durante a Feira. Conversei com donos de pousadas e restaurantes, observei o público que estava presente e até o nome da cidade impressa nas placas dos carros no estacionamento.I

Outro fato relevante percebido na notícia enviada pela Agência Sebrae é que foram dedicados três parágrafos para informar que a Feira é a primeira a compensar as emissões de gases de efeito estufa por meio de um programa de reflorestamento, enquanto a informação sobre o Festival de Moda da Ibiapaba só rendeu um breve parágrafo com informações técnicas como o objetivo do Festival: valorizar a cadeia produtiva da moda na região. Como jornalista socioambiental, eu acho que é motivo de orgulho para Ubajara realizar um evento com práticas de sustentabilidade. Como graduada em Marketing, eu vejo que essa informação deveria vir depois do Festival de Moda, a grande vedete do evento. Justifico que ninguém é atraído para visitar uma Feira só porque árvores serão plantadas, ou porque o copo é de material biodegradável. Sou veementemente a favor de incentivar práticas ambientais. Eu mesma tomei duas maracuchaças (*) no mesmo maracujá – uma exigência minha. Se todas as pessoas agissem dessa maneira, não haveria tantos resíduos sólidos…I

Sobre Assessoria de Imprensa

Tem um ditado que diz que o melhor da festa é esperar por ela. Nesse caso, o verbo é uma metáfora para “trabalhar, criar afetividade e empatia com o evento -antes dele acontecer”.I

Há pelos menos dois meses antes da Feira, a equipe de imprensa do próprio SEBRAE poderia preparar e encaminhar press-releases – no jornalismo é um jargão que significa um comunicado que é emitido para todos os jornais antes da notícia completa. Pautas não faltariam: estilo e tendências que estariam presentes no Festival da Moda da Ibiapaba, notas como “FEPAI ensinará truques de maquiagem no estande X”, “Com que roupa eu vou? – Tire suas dúvidas com a consultora de Moda X, na FEPAI 2011”, ou Você sabe como combinar sapatos, bolsas e acessórios? Participe do Festival de Moda da Ibiapaba. Lá você vai encontrar blá, blá, blá… Além de dar um foco maior nas atrações musicais e publicar entrevistas com os realizadores e expositores da feira dando outros detalhes que poderiam atrair o público.I

 O objetivo principal de publicar o maior número de informações possíveis antes do evento acontecer é criar expectativas. A televisão faz isso o tempo todo com os comerciais que são veiculados. A publicidade tem um poder de persuasão capaz de fazer você comprar um celular novo quando na realidade você não precisa. O Turismo de Eventos necessita urgentemente de uma Assessoria de Imprensa competente, capaz de produzir nos turistas a sensação de que aquele evento é imperdível.I

Turistas, cadê vocês?I

Essa mesma ideia de pulverização de publicidade transmiti para a direção do ICM-BIO a fim de que fossem explorados todos os potenciais de notícia para levar ao conhecimento do mundo, através da internet, as belezas do Parque Nacional de Ubajara. Como exemplo, preparei a matéria Parque Nacional de Ubajara hospeda testemunha viva da ação do homem, notícia que informa a existência da árvore pau-brasil no Parque. Tudo é notícia. Uma galinha atravessando a rua pode render uma boa notícia. Mas é preciso publicar para atrair os visitantes.I

Se tudo continuar na mesma como sempre foi, o resultado será previsível: a cidade acabará por viver em uma vitrine velando um cadáver chamado TURISMO.I

 I(*) A Maracuchaça é uma bebida feita com cachaça e maracujá e servida na própria fruta. Foi desenvolvida pelo casal Iolanda e Gomes, proprietários da Pousada Gruta. Eu particularmente acho que os produtores de maracujá deveriam se reunir imediatamente para desenvolver uma espécie dessa fruta no formato quadrado, porque isso facilitaria o assento da maracuchaça nas mesas… ; )I

.

 

Desculpe a sinceridade, por Monique Gomes – Jornalista socioambiental pela DW Akademie, formada em Turismo e Hotelaria pela UVA, Graduada em Letras com hab. em Português pela UFPB, estudante de jornalismo científico online, repórter fotográfica, redatora e Editora do Jornal Folha Ubajarense

2 تعليقات »

  • Pádua Leite said:

    Gostaria de expressar minha total concordância com tudo que foi dito sobre a falta de planejamento para os eventos não só de Ubajara, mas de eventos gerais ocorridos na Serra.Eu mesmo como publicitário e tendo larga experiência em realização de eventos e sua divulgação, estou a cerca de 8 anos residindo aqui na Ibiapaba. Sou procurado por municípios como Crateús, Iguatú e outros para divulgação no Sistema Verdes Mares e outros meios aos quais estou ligado e não é me passado absolutamente nada do que é feito por aqui. É impressionante. E não é por falta de interesse meu não, ja tentei me disponibilizar mas parece que por aqui ninguém da valor a isso. Lamentável.

  • Agildo Siqueira said:

    Fui a Fepai 2011 e não vi nada diferente da Fepai 2002 que foi a ultima que tinha ido.

FAZER UM COMENTÁRIO

Participe. Deixe seu comentário aqui