Folha Ubajarense » Sociedade ubajarense protesta contra atitudes da Prefeitura de Tianguá
Entrevistas e Homenagens

Confira as entrevistas concedidas ao Jornal Folha Ubajarense. Em breve a sessão Homenagem Póstuma estará disponível

Ibiapaba online

Notícias da Ibiapaba:Viçosa do Ceará, Tianguá, Ubajara, Ibiapina, São Benedito, Guaraciaba do Norte e Carnaubal

Polícia

O interior do Estado do Ceará não é mais o mesmo. Violência, criminalidade e acidentes no trânsito fazem parte da rotina

Ubajaridade

A essência de ser ubajarense permanece arraigada nos habitantes dessa cidade pacata e de clima agradável

ümor

Artigos, Crônicas, Piadas. Tudo aquilo que você não precisa saber para viver com dignidade e qualidade de vida está aqui

الرئيسة » Ubajaridade

Sociedade ubajarense protesta contra atitudes da Prefeitura de Tianguá

أرسلت بواسطة Monique Gomes في domingo, 27 novembro 20112 تعليقات

Fátima Nascimento, João Santé, Humberto Lima, Joaquim Aristides, João Melo, Cláudio Mesquita

Ubajara. Representantes da Câmara de Dirigentes Lojistas participaram de uma reunião na Câmara de Vereadores, no dia 18 de novembro, para reivindicar providências acerca de terras e infraestrutura que estaria sendo tomadas pela Prefeitura de Tianguá.I

O empresário João Batista Melo apresentou um arquivo contendo imagens das fronteiras entre Ubajara e Tianguá e afirmou que o novo Posto Fiscal foi construído na área de Ubajara, na localidade de Queimadas, no entanto está sendo administrado pela cidade vizinha, como consta na placa da fachada do prédio e código telefônico 3671, da região de Tianguá. “Quando se trata de Ceará e Piauí é caso de litígio. Esse caso é de invasão mesmo”, afirmou João Batista, ressaltando ainda: “Recebemos uma ligação dizendo que o Dr. Luís foi na Secretaria da Fazenda pedir o Posto Fiscal velho para instalar um Centro de Reabilitação. Ele foi no Gabinete do Secretário Mauro Filho, mas o Secretário disse que não podia fazer nada, porque o Posto estava dentro do município de Ubajara. Tianguá propôs que o governo do Estado desapropriasse a área para transformá-la em um Distrito”.I

Segundo o empresário, a Escola Família Agrícola de Ensino Fundamental Antônia Suzete de Oliveira da Silva, localizada há 2 km da Escola Humberto Ribeiro Lima, no Jaburu, foi outra propriedade invadida. Um dos motivos foi o abandono pela própria Prefeitura de Ubajara. “O Prefeito disse que era um gasto assumir essa escola”, disse.I

Foi acordado que um documento será encaminhado para a Assembleia Legislativa do Estado do Ceará.I

I“Falta boa vontade do Prefeito, e prestígio também”, afirmou a Vereadora Michele Sobreira.I

I“O Prefeito deveria estar aqui presente ou então algum secretário dele anotando essas informações”, disse o Vereador Antônio Rodrigues.I

I“Tianguá recebeu o dinheiro do ICMS da Nutrilite por 5 anos. O ex-Prefeito Macedo é testemunha. Na época era para ter pedido o ressarcimento, não era para ter deixado de graça, não”, afirmou João Melo.I

Na mesma reunião, o ex-vereador Chicão, Presidente do Partido Trabalhista Cristão, pediu a palavra para solicitar o empenho dos vereadores acerca da manutenção do cemitério, que está em estado de calamidade pública, dependendo exclusivamente das doações de voluntários. Ele solicitou que fosse criada uma lei para assegurar recursos para o cemitério, que atualmente tem sido abrigo de vândalos. Segundo o Vereador Amadeu Pereira de Carvalho, essa proposta faz parte do orçamento que foi aprovado pela Câmara, no entanto a não administração do cemitério é um fato desconhecido. Reportagem de Monique Gomes para o Jornal Folha Ubajarense.I

A crise de identidade no Google

2 تعليقات »

  • Agildo Siqueira said:

    Na época em que seu Macedo era prefeito,eu trabalhava como agente de endemias no município de Ubajara. E lembro-me de que quando iamos a localidade das queimadas, prestar o nosso serviço,em conversas com os moradores,eles diziam pertencer ao município vizinho e reclamavam da falta de assistencia em tudo do município de Ubajara. Isso não d/ã direito de Tianguá fazer o que estar fazendo, mas quando não cuidamos do que é nosso é isso que acontece.

  • contínuo leitor said:

    a situação em que se encontra nosso município é resultado do descaso da população, mas antes de tudo do governo municipal, principalmente do prefeito e seus acessores que apenas se preocupavam em ganhar seus salários no fim de mês e por fora, é claro, o desvio que os aguardavam. Mas essa situação deveria ser contornada o mais rápido possível, pois se assim continuar em breve toda a ubajara será de tianguá, e é lógico que os ubajarenses não querem que isso aconteça, por isso seroa bom que a população tomasse conhecimento do que realmente está acontecendo, que as “autoridades”, que assim se dizem, comecem a tomar providências e que o nosso tão admirável prefeito comece a se importar com nossa cidade, já que a única coisa que aparentemente o importa é o seu feudo no sítio paraíso.

FAZER UM COMENTÁRIO

Participe. Deixe seu comentário aqui