Folha Ubajarense » Entrevista exclusiva com o Secretário Geral do Governo Municipal de Ubajara, Alexandre Lima
Entrevistas

Confira as entrevistas concedidas ao Jornal Folha Ubajarense. Em breve a sessão Homenagem Póstuma estará disponível

Ibiapaba online

Notícias da Ibiapaba:Viçosa do Ceará, Tianguá, Ubajara, Ibiapina, São Benedito, Guaraciaba do Norte e Carnaubal

Polícia

O interior do Estado do Ceará não é mais o mesmo. Violência, criminalidade e acidentes no trânsito fazem parte da rotina

Ubajaridade

A essência de ser ubajarense permanece arraigada nos habitantes dessa cidade pacata e de clima agradável

ümor

Artigos, Crônicas, Piadas. Tudo aquilo que você não precisa saber para viver com dignidade e qualidade de vida está aqui

الرئيسة » Entrevistas

Entrevista exclusiva com o Secretário Geral do Governo Municipal de Ubajara, Alexandre Lima

أرسلت بواسطة في segunda-feira, 11 agosto 20148 تعليقات

Em fevereiro deste ano, um grupo de pessoas que estavam insatisfeitas com a atual gestão municipal se reuniu para debater e buscar soluções para os problemas que a cidade de Ubajara enfrenta. Assim nasceu o Movimento Ubajara Pede Sua Ajuda, que teve como missão “buscar difundir a consciência do papel do cidadão no desenvolvimento local como sendo o caminho concreto de participação na gestão dos recursos públicos do município”, segundo registro na página do facebook.m

Com a repercussão que aconteceu nas redes sociais pelo fato da demolição do coreto da Praça da Igreja Matriz de São José, o jornal Folha Ubajarense ouviu e acompanhou as principais reivindicações dos ubajarenses e decidiu que seria importante reativar o site. Coincidência ou não, esse mês é o aniversário do Folha Ubajarense na versão online, são 5 anos de existência nesse formato e 9 anos desde a primeira edição impressa.m

Ouvir o outro lado se faz necessário. Por isso vamos tentar construir uma ponte entre a sociedade e o poder público. Hoje, o Folha entrevista o Secretário Geral do Governo, Alexandre Lima. Se você é fanático(a) partidário, de direita, esquerda, centralizado ou justificado (!), por favor dispa-se. Acima de tudo o que tem que prevalecer é o amor por Ubajara.m

NOTA: Os questionamentos que não foram colocados aqui serão abordados posteriormente com os secretários responsáveis pela área específica. Caso o leitor queira elaborar perguntas, desde que seja fundamentada, ENVIE UM E-MAIL para monique.gomes@gmail.com até o dia 28/08/2014.m

 

Pintura nos prédios públicos. FOTO VERÔNICA FERNANDES

Pintura nos prédios públicos. Foto: Verônica Fernandes

Folha Ubajarense – As cores predominantes da bandeira do município de Ubajara são verde e vermelho e com essas cores eram decoradas as paredes e faixadas das escolas, praças, rodoviária e a própria prefeitura. De repente, os ubajarenses foram surpreendidos pela atitude da prefeitura, que resolveu pintar tudo com a cor azul – uma das cores do partido progressista, o qual o prefeito é filiado. A que se deve essa mudança?m

alexandre-limapqAlexandre Lima – Não foi pelo fato de ser a cor do partido. As cores do partido são azul, branco e vermelho. Acontece que em duas escolas, uma na Moitinga e outra no Cajueiro, as paredes internas e externas estavam  nas cores azul claro e escuro. Com a revitalização feita nessas escolas, preservamos a cor azul na nova pintura. A prefeitura gostou do resultado e resolveu padronizar essa cor.m

 

Folha Ubajarense – Em nenhum momento foi feita uma consulta popular, já que se trata do patrimônio público?m   

Alexandre Lima – Não.m

Folha Ubajarense – Eu fiquei sabendo que existe uma ordem do Ministério Público para que todos os prédios voltem à cor original. Qual será a atitude da prefeitura diante disto?m

Alexandre Lima – Não existe nenhuma determinação. O que existe é uma ação proposta pelo ex-procurador do município alegando que a cor azul é a cor do partido do prefeito, mas não recebemos nenhuma ordem judicial.m

Folha Ubajarense – A praça da igreja matriz está em reformas. A demolição do coreto foi motivo de polêmica nas redes sociais.  Qual o motivo de demolir o coreto? Essas mudanças aconteceram em comum acordo com a igreja e a comunidade?m

Alexandre Lima – A igreja entrou em contato com a prefeitura para solicitar uma revitalização na praça. O projeto inicial contemplava apenas a reforma dos degraus da escadaria da matriz e o piso, com a ampliação da praça fechando a passagem da rua, para oferecer melhor infraestrutura na missa campal. Foi sugerido que o coreto poderia ser substituído por uma imagem de São José, padroeiro da cidade. No entanto, os padres foram contra o uso da imagem. A partir daí nasceu a ideia de construir uma fonte luminosa. A segunda parte do projeto contempla a fonte luminosa e as rampas de acessibilidade.m

Folha Ubajarense – A igreja e a comunidade estão de acordo com a construção da fonte?m

Alexandre Lima – Nós tratamos diretamente com a igreja. A igreja está de acordo.m

Folha Ubajarense – Qual o orçamento do projeto?m

Alexandre Lima – Não sei dizer com precisão. Antes da segunda etapa que contempla a fonte luminosa e as rampas de acessibilidade, o orçamento era em torno de 110 a 120 mil reais.m

Folha Ubajarense – Com a questão da segurança pública, sabemos que antes de vocês assumirem a administração o número de policiais era insuficiente, que a cadeia pública estava em péssimo estado de conservação, além do fato de que os presidiários tinham regalias absurdas como sair para passear ou tomar conta da portaria de entrada. Quais as ações da prefeitura na área da segurança pública nesses quase dois anos de gestão?m

Alexandre Lima – A prefeitura está buscando parcerias para iniciar a construção de um novo presídio, inclusive já existe um terreno disponível para essa finalidade. Não sei te dizer o número exato do contingente de policiais mas, segundo o Major Paulo de Tarso, nossa segurança hoje compõe de um número compatível com a necessidade de uma cidade com 66 mil habitantes. Muita gente não sabe, mas a equipe do Pró-Cidadania era pra ser 50% custeada pelo Governo Estadual, mas a prefeitura está custeando sozinha 100% das despesas. Isso aconteceu em consequência de irregularidades da gestão anterior, motivo no qual o contrato não poderia ser renovado. Pra você ter uma ideia, nem a camionete do Pró-Cidadania Ubajara teve direito. Temos 12 guardas municipais e 26 agentes do Programa Pró-Cidadania.  Cedemos um carro da prefeitura e outro veículo foi doado pela Câmara de Vereadores.m

Folha Ubajarense – Como e com que frequência está sendo feita a coleta do lixo? Há alguns anos se falava em um aterro sanitário consorciado na Ibiapaba. O projeto foi pra frente?m

Alexandre Lima – Quando o prefeito assumiu já existia uma empresa responsável pela coleta do lixo. O problema é que havia irregularidades nessa empresa, inclusive de conhecimento da gestão anterior. Contratamos outra empresa de forma direta. No mês passado fizemos licitação e em breve teremos o resultado da empresa que vai permanecer. Mas a coleta está sendo realizada normalmente. Existe um projeto para o aterro consorciado em São Benedito, mas ainda não foi executado.m

Folha Ubajarense – A população reclama que falta medicamentos na farmácia da Secretaria de Saúde. Existe algum problema de gestão que inviabilize essa distribuição?m

Alexandre Lima – Sim. O Estado tem atrasado muito a entrega desses medicamentos. Não sei explicar os motivos, mas você pode falar com a Secretária de Saúde.m

Folha Ubajarense – Em outra oportunidade pretendo entrevistar outros secretários, mas por ora o que você tem a dizer sobre o futuro da Cachoeira do Boi Morto e o teleférico de Ubajara?m

Alexandre Lima – A prefeitura baixou um decreto de desapropriação das margens do Boi Morto. Existe um projeto para padronizar os quiosques. O teleférico está em reformas pelo Governo do Estado. Os cabos e a estrutura de ferro serão substituídos, além dos gabinetes dos bondinhos e o painel de comando, que é analógico, será trocado por um digital. O maquinário vai permanecer o mesmo, mas segundo o técnico está em boas condições.m

Folha Ubajarense – O que aconteceu com a Praça da Juventude, que recebeu recursos do Governo Federal há mais de dois anos e até hoje não foi construída?m

Alexandre Lima – O terreno para a construção da praça foi adquirido pela gestão anterior, está localizado no caminho de Ibiapina, ao lado do Pit Stop. Em 2012, os técnicos de engenharia afirmaram que a Praça não poderia ser construída lá. Eles alegaram que o terreno era um aterro alagadiço. Mas esse ano o Governo Estadual resolveu continuar as obras, que serão iniciadas em breve.m

Folha Ubajarense – Dia 24 de Agosto é o aniversário do município. Tradicionalmente a prefeitura promove uma programação de eventos para marcar essa data. No site da prefeitura não existe nenhuma informação sobre isso. O que vocês pretendem oferecer para a população?m

Alexandre Lima – Não tenho a programação agora, mas a partir do dia 18 de agosto acontece a abertura, com o hasteamento da bandeira. No dia seguinte, ocorre a assinatura de ordens de serviços, inauguração dos PSFs de Furnalhão e Chapada e a festa dançante no dia 24 ainda está em processo de licitação. m

banner_niver_folha

 

 

8 تعليقات »

  • Verônica Fernandes said:

    Prezados Senhores,
    Com imensa alegria vemos a reativação do site Folha Ubajarense, atuando de forma imparcial diante das questões atinentes ao nosso Município.
    A entrevista em questão realizada com o Sr. Alexandre suscita alguns pontos que gostaríamos de aqui colocar:
    1. a Administração pública tem por obrigação evitar a conotação partidário-eleitoral em observância aos princípios consagrados pela Carta Magna, a Constituição Federal de 1988, os quais sejam: legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade, eficiência.
    Está mais do que claro que, se duas escolas na zona rural estavam fora dos padrões que historicamente foram seguidos pelo município de Ubajara, o mais que coerente em respeito aos Princípios acima mencionados e à memória de uma população inteira, seria simplesmente padronizar as duas escolas. O custo para modificar todos os prédios públicos está muito acima do que o que seria realizado em apenas 2 escolas.
    Foge ao bom senso e à economia que se espera toda boa Administração preservar no tocante aos recursos públicos.
    Não ter consultado a população foi outro ato de desrespeito ao povo, já que se a justificativa fosse de dar um novo ar aos tons do município.

    Quanto à Igreja estar de acordo com a suposta reforma aplicada na Praça da Matriz, vamos repisar o que está expresso no texto constitucional sobre o fato de o Brasil ser um estado laico.
    Não há como misturar estado e entidades religiosas neste mister. O estado, salvo quando atendendo a questões de puro interesse público, poderá atuar junto às entidades religiosas, vez que para tanto deveria atuar junto a todas as igrejas, ainda assim afrontando o que a Constituição Federal explicita. Abaixo transcrevo o art. 19 da CF/88:
    “Art. 19. É vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios:
    I – estabelecer cultos religiosos ou igrejas, subvencioná-los, embaraçar-lhes o funcionamento ou manter com eles ou seus representantes relações de dependência ou aliança, ressalvada, na forma da lei, a colaboração de interesse público;”

    Desta forma, esperamos uma resposta no mínimo razoável que justifique apagar da memória das gerações futuras o que foi motivo de múltiplas manifestações sócio-culturais da cidade, de maneira íntegra e plena que muitos jovens vivenciaram.
    Ademais, no início das obras havia uma placa afixada no local , indicando que ali se iniciava uma reforma / revilatização da praça.
    Em nosso parco entendimento, reforma e reconstrução não têm o mesmo significado e a administração pública tem por obrigação seguir as regras ditadas pelos diversos dispositivos legais para não misturar os conceitos e aplicar indevidamente os recursos públicos em detrimento das comunidades já tão carentes de recursos.

    Buscaremos ainda assim compreender o que aspira a atual gestão de Ubajara, pois ou não conseguimos assimilar seus propósitos ou estes não estão em conformidade com o rigor que a norma exige para que se cumpra o papel do Estado perante a sociedade.

    Novamente agradecemos pela abertura deste espaço para que possamos assim expor nossas dúvidas e contrapontos percebidos no que tange a condução de nossa bela e histórica cidade.

    Atenciosamente,
    Verônica Fernandes

  • Manoel Neto Vascocnelos said:

    PARABENS A FOLHA UBAJARENSE TENDO A FRENTE ESTA COMPETENDE E EXTRAORDINÁRIA REPORTER MONIQUE GOMES, PARABENS QUE VENHAM MAIS ANOS DE INFORMAÇÕES PARA NÓS UBAJARENSES

  • Bismarck Bastos said:

    Bom dia Senhores(as) internautas associados(as).
    Lendo a entrevista dada a este jornal e perguntado ao secretário sobre Nosso Aterro Sanitário lembrei da iniciativa o CONDERI, a respeito do Aterro Consorciado da Ibiapaba. Realmente ficou no esquecimento pelos atuais representantes do municípios. e pelas informações de bastidores, esse Consórcio poderá ter sua sede mudada para Guaraciaba do Norte em função da reforma e ampliação do Aeroporto Regional sediado em São Benedito. Agora é preciso voltar às reuniões do CONDERI para prosseguir e realmente concretizar o tão importante benefício. Não podemos deixar no esquecimento e/ou achar que os políticos anteriores não fizeram sua parte e ponto. Somente a sociedade Ibiapabana representada pelos agentes das organizações governamentais e não governamentais podem mudar para melhor nossa IBIAPABA.
    Outro assunto que vejo também como um instrumento de desenvolvimento é a CEASA Regional da Ibiapaba. Estou sabendo que o projeto está parado por que existe uma incompatibilidade de pensamento entre o prefeito atual e o anterior de Tianguá. A ideia é que, se o município não está interessado em Sediar a CEASA, podemos oferecer espaços suficientes em outros municípios para atender as demandas de produção da região.
    Vendo os valores em toneladas do ano de 2013, percebi que Guaraciaba se destaca, estando em primeiro lugar em volumes de produção e São Benedito, Ibiapina e Ubajara também estão na frente da produção real realizada por Tianguá. Já que a Duplicação da Rodovia da Confiança 187 está sendo realizada.

  • Kalline Eufrásio said:

    A população Ubajarense

  • Carlos Dias said:

    Monique Gomes Boa tarde. Eis que chega mais uma eleição majoritária, e a Ibiapaba segue sem candidadto a dep. faderal e apenas uma candidadta a Dep. estadual. Fica difícil esperar apoio político, sócioeconômico, institucional etc de representantes sem identidade com a região, sem sentimento de pertença. Espero que a volta da Folha Ubajarense seja o catalizador de nossas manifestação e princiálmente um instrumento de conscientização de nossa juventude para o seu importante papel político para a transformação social que esperos um dia vislumbrar. .

  • Zélia Cavalcante Vieira said:

    Cara Monique, parabéns pelo retorno e revitalização do Jornal Folha Ubajarense. Estávamos nós Ubajarenses sentindo a falta deste noticioso que de uma forma ética e neutra mostra as marzelas da nossa querida terra. Com relação a demolição total da praça Matriz de S.José, tenho a dizer que fiquei pasmada, indignada mesmo, por constatar tamanha destruição! Foi feito abaixo assinada, bem como minha irmã Ieda pessoalmente solicitou ao Prefeito Zezinho que preservasse o coreto. Diante de sua promessa ” viva voz” minha irmã regressou a Fortaleza toda feliz. Qual foi nossa surpresa ao sabermos que a Praça Matriz de S. José foi totalmente destruída.É demais! Não bastasse tudo isso os moradores ao redor da praça estão incomodados com a onda de poeira que afeta a saúde de todos.Obra parada até quando?

  • fernando said:

    Que bom que a folha ubajarense voltou, pois assim posso ver o que esta acontecendo com a minha cidade mesmo estando a tanto tempo distante, pois a acompanho de são paulo

  • carlos albero rodrigues da silva said:

    parabens a cidade de ubajara e um feliz natal para o sr. prefeito municipal quem fala nesta mensagem para ubajara e o jovem funcionario desta prefeitura municipal de maracanau-ce area metropolitana de fortaleza o serv.carlos alberto, um braço a todos servidores desta grande prefeitura de ubajara parabens para todos e um feliz natal e um prospero ano novo de 2016.

FAZER UM COMENTÁRIO

Participe. Deixe seu comentário aqui